Espetáculos marcam a Páscoa no Vale do Taquari

ENTREVISTA | O VALE EM PAUTA

Espetáculos marcam a Páscoa no Vale do Taquari

Nos dias 22 e 23, ocorre a encenação da Paixão de Cristo, em Imigrante e, no dia 27, o Tempo da Esperança, em Estrela

Por

Espetáculos marcam a Páscoa no Vale do Taquari
Foto: Pedro Rodrigues
Vale do Taquari

Para quem visita o Vale do Taquari ao longo do mês de março vai poder apreciar dois espetáculos voltados para a Paixão de Cristo e a Páscoa, além de uma diversidade de roteiros turísticos.

Na cidade de Imigrante, nos dias 22 e 23, ocorre a encenação do espetáculo Paixão de Cristo que deve atrair mais de 12 mil pessoas nos dois dias de evento.

Conforme o professor de teatro e responsável pelo elenco em Imigrante, Pablo Capalonga, o público se impressiona a cada espetáculo. São 50 atores que sobe ao palco para contar a história da Paixão de Cristo para mais de sete mil pessoas por noite. “Apesar de ser um elenco amador, feito por pessoas da comunidade, porém atuam de forma profissional. Existe ali toda uma preparação”.

Os trabalhos iniciaram em janeiro e, para a edição deste ano, Pablo revela que além da cruz de Jesus, haverá outras cruzes levantadas no momento do calvário, dos outros dois bandidos crucificados ao lado de Jesus. “O espetáculo foca também na vida dessas duas pessoas, buscamos descobrir quem eram esses bandidos, Dimas e Gestas e vamos contar essa história”. Serão diversos efeitos técnicos nas apresentações que prometem grandes surpresas ao público presente.

Tempo de Esperança

Outro espetáculo que está sendo preparado por Capalonga é o Tempo da Esperança que ocorre em Estrela alusivo aos 200 anos da Imigração Alemã no Brasil. “Vamos retratar a chegada dos imigrantes alemães no Vale do Taquari, em especial na cidade de Estrela, as primeiras famílias de colonos que chegaram no município num tempo de Páscoa, tempo de esperança”.

O evento vai ocorrer no dia 27 de março, às 20h, no Centro Cultural Celso Brönstrup. “Espetáculo extremamente particular e peculiar. Conta a vida de uma família de imigrantes alemães chegando numa picada em Estrela, conta como era a Páscoa na colônia em 1800, que páscoa era essa que eles viviam, os cantores que faziam serenatas que passavam de casa em casa. Um humor leve, ingênuo, um espetáculo muito interessante em que os pais podem levar seus filhos, a família toda.

A apresentação contará com a presença do Grupo Vocal Cantantes, cantando em português e alemão, além da presença do Grupo de Danças Folclóricas Alemãs de Estrela. “O teatro, dança e canto em um único espetáculo”. A entrada será um alimento não perecível trocado por um ingresso.

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais