Superávit dos últimos anos sustenta projetos futuros em Lajeado, diz secretário

ECONOMIA

Superávit dos últimos anos sustenta projetos futuros em Lajeado, diz secretário

Apesar da menor arrecadação no comparativo das despesas em 2023, a reserva financeira do município ficou em R$ 71 milhões

Por

Superávit dos últimos anos sustenta projetos futuros em Lajeado, diz secretário
Obras em infraestrutura e auxílios durante enchentes são apontados como fatores para o aumento da despesa no ano passado. (Foto: FELIPE NEITZKE)
Lajeado

O governo de Lajeado fechou 2023 com uma reserva financeira de R$ 71 milhões. Recurso oriundo do superávit acumulado ao longo dos anos. Valor esse para viabilizar projetos e servir para ações emergenciais, a exemplo do destinado em 2023 em meio às cheias.

Os dados consta no relatório das metas fiscais apresentados durante audiência pública na câmara de vereadores na segunda-feira, 26. Nos quatro anos anteriores (2019 a 2022) a receita arrecadada no município foi superior à despesa empenhada, gerando a possibilidade de ampliar o valor em caixa a cada ano.

Cenário que mudou em 2023, quando a despesa empenhada foi R$ 15 milhões superior à receita arrecadada. Com isso, o caixa que terminou 2022 com R$ 86 milhões de acumulado, diminuiu para os atuais R$ 71 milhões.

“Gastamos um pouco daquela ‘gordurinha’ que tinha do superávit acumulado em todos os anos do governo. O superávit acumulado é como se fosse uma poupança. No ano passado consumimos um pouco desta poupança. Não é que estamos com dívidas. Mas o governo decidiu usar um pouco daquele valor e fizemos investimentos pontuais”, diz o Secretário da Fazenda de Lajeado, Rafael Spengler.

Conforme Spengler, destes R$ 15 milhões utilizados do acumulado no superávit em caixa, R$ 8,1 milhões foram empregados nas obras de ampliação da Emef Dom Pedro I. Prejuízos causados pelas enchentes também entram nessa conta, onde o município teve gastos inesperados, como o pagamento do aluguel social.

“Por isso é importante ter algum dinheiro em caixa. Se acontece algo e o governo precisa de dinheiro emergencial, tem o que fazer”, diz Spengler. “A capacidade financeira de Lajeado continua muito boa. Com esse valor de mais de 70 milhões de reais em caixa vai ser possível que o prefeito execute obras e conclua outras. E ainda chegar no fim deste ano com o caixa positivo”, complementa.

O que dizem os líderes de bancada

Saldo financeiro
ao fim de cada exercício

 

Acompanhe
nossas
redes sociais