Capela do Cristo Protetor receberá relicário de São João Scalabrini

ENCANTADO

Capela do Cristo Protetor receberá relicário de São João Scalabrini

Item será instalado junto ao complexo do Cristo Protetor. Chegada da peça ainda não tem data

Por

Capela do Cristo Protetor receberá relicário de São João Scalabrini
Capela do Complexo Cristo Protetor segue com obras constantes (Foto: divulgação)
Encantado

Um relicário, proveniente do Vaticano e contendo os restos mortais de São João Batista Scalabrini, estará em breve, em exposição na nova Capela do Complexo Cristo Protetor de Encantado. A peça, que atualmente se encontra em São Paulo, sob os cuidados do Padre Alexandre De Nardi Biolchi, 44, Superior Regional da Região Sul-americana Nossa Senhora Mãe dos Migrantes dos Missionários Scalabrinianos, será transferida para o pequeno templo de orações, que recebe o nome do santo em evento que promete ser marcante para a comunidade da região.

A data de chegada do relicário ao Complexo ainda não está definida. A capela, que será toda envidraçada, representará um espaço sagrado para os fiéis, que terão a oportunidade de venerar um fragmento dos restos mortais do santo, canonizado pelo Papa Francisco em 9 de outubro de 2022. A chegada desse relicário ao Complexo Cristo Protetor é um momento significativo, simbolizando a união espiritual entre Encantado e a tradição do catolicismo.

Foto: divulgação

Quem foi Scalabrini

João Batista Scalabrini foi um sacerdote e bispo italiano, nascido em Fino Mornasco, em 8 de julho de 1839. Sua trajetória é notável por sua dedicação aos necessitados e seu trabalho frequente em prol dos imigrantes italianos. Scalabrini se destacou como um defensor dos direitos dos migrantes e fundou a Congregação dos Missionários de São Carlos (Scalabrinianos) para atender às necessidades específicas da comunidade.

Scalabrini esteve no Brasil durante o final do século XIX e início do século XX, período em que muitos imigrantes italianos buscavam uma nova vida. Durante sua estadia, João Batista Scalabrini dedicou-se a apoiar e orientar os imigrantes, especialmente aqueles que se estabeleceram na região sul do Brasil.

Nesse período Encantado recebeu a visita de João Batista Scalabrini, que, durante sua estadia, deixou uma marca na comunidade local. Sua presença, junto à sociedade, contribuiu para o fortalecimento da fé e para a criação de um legado de devoção que perdura até os dias de hoje. O Complexo Cristo Protetor em Encantado, que inclui a Capela dedicada ao santo, será um testemunho desse legado. João Batista Scalabrini faleceu no dia 1º de junho de 1905, aos 61 anos de idade, em Placência, na região de Emília-Romanha, na Itália. A causa de sua morte foi um acidente vascular cerebral (AVC).

Acompanhe
nossas
redes sociais