Vale registra quarta menor participação na Consulta Popular entre 28 regiões 

RIO GRANDE DO SUL

Vale registra quarta menor participação na Consulta Popular entre 28 regiões 

Percentual de votantes foi de 0,84%. Projeto escolhido na região, de medidas contra inundações e secas, recebe R$ 1,3 milhão 

Por

Vale registra quarta menor participação na Consulta Popular entre 28 regiões 
Foto: Arquivo / A Hora
Vale do Taquari

Foram divulgados os resultados da Consulta Popular 2023, com o detalhamento das propostas eleitas por região e as secretarias de Estado responsáveis pela execução de cada uma delas. Ao todo, 85 propostas, referentes a 14 pastas, foram eleitas.

O Vale do Taquari registrou a quarta menor participação na Consulta Popular entre as 28 regiões, com percentual de 0,84% de votos válidos. Foram 2.366 votos entre 282.350 eleitores. Ainda assim, o número é cerca de 30% maior em relação a última edição.

A proposta vencedora é a de “apoio às medidas contra inundações e secas e as atividades de Defesa Civil. Ampliar os sistemas de monitoramento e alertas.” Foram 1.449 votos e o projeto recebe R$ 1,3 milhão por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema).

A iniciativa de “acompanhar e fortalecer a implementação das políticas públicas de inserção/inclusão/redução da pobreza e assistência social voltados a crianças, gênero, etnias, jovens, pessoas com deficiência e idosos” recebeu 100 votos. Com isso, ganha R$ 345,7 mil por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

Entre os 28 Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), as regiões Celeiro, Alto da Serra do Botucaraí e Missões contribuíram com as maiores votações, considerando-se o número de votantes em relação à população eleitoral.

Em 2023, foram destinados R$ 60 milhões para a aplicação em iniciativas sugeridas pela população, valor R$ 5 milhões superior à edição anterior da Consulta. Do valor, R$ 55 milhões serão distribuídos da seguinte forma: 80% repartidos de forma igualitária entre os Coredes e 20% partilhados por meio de um rateio, levando em consideração o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) de cada região.

Os R$ 5 milhões restantes serão distribuídos entre os nove Coredes com maior índice de votação. Liderando a lista, o Corede Celeiro, que recebeu a participação de 14,65% dos votantes, receberá R$ 1 milhão a mais para investir em projetos eleitos pela população, enquanto os Coredes posicionados entre o segundo e o nono lugar no ranking receberão R$ 500 mil cada.

Ranking por Corede (votantes em relação à população eleitoral)

  • 1 – Celeiro: 14,65%
  • 2 – Alto da Serra do Botucaraí: 12%
  • 3 – Missões: 11,1%
  • 4 – Médio Alto Uruguai: 10,34%
  • 5 – Rio da Várzea: 9,78%
  • 6 – Fronteira Noroeste: 5,84%
  • 7 – Noroeste Colonial: 4,86%
  • 8 – Vale do Jaguari: 4,26%
  • 9 – Vale do Rio Pardo: 3,95%

Acompanhe
nossas
redes sociais