Ambulatório da Fundef será inaugurado em julho

política e cidadania

Ambulatório da Fundef será inaugurado em julho

Condições do tempo atrasam obras da nova clínica da instituição. Espaço é construído no campus da Univates, em uma parceria entre universidade, HBB, município e estado

Por

Atualizado terça-feira,
02 de Dezembro de 2023 às 18:20

Ambulatório da Fundef será inaugurado em julho
Estrutura é construída próximo ao Centro Clínico da Univates. (Foto: Bibiana Faleiro)
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Pilares e paredes do novo ambulatório da Fundação para Reabilitação das Deformidades Crânio Faciais e Reabilitação Auditiva (Fundef) são erguidos no campus da Univates. A obra, que iniciou no dia 29 de maio, teve atrasos devido às condições climáticas. Novo prazo para a conclusão é julho de 2024.

Presidente da Fundação Univates (Fuvates), Ney José Lazzari destaca, ainda, um vendaval que atingiu a estrutura em construção. No início, o prazo de entrega era maio do ano que vem.

A obra está orçada em R$ 5,6 milhões. Do valor, pouco mais de R$ 4 milhões são do governo do estado. O município de Lajeado também investe cerca de R$ 1,5 milhão. A fundação entrou com a cedência do terreno, que fica próximo ao Centro Clínico da Univates, e o HBB com a expertise em saúde. “São duas instituições comunitárias e dois órgãos públicos em parceria para beneficiar a Fundef”, destaca Lazzari.

De acordo com o educador, o projeto traz benefícios para a universidade e abre mais possibilidades para qualificação e treinamento de alunos de diferentes áreas da saúde da Univates.

“Eles vão ter espaço para vivências médicas, estágios. Isso vai criar uma proximidade forte entre professores e alunos com a Fundef. É um espaço de pesquisa e colaboração”. Lazzari ainda diz que a iniciativa dá continuidade a um legado criado há mais de 30 anos.

A estrutura

O novo espaço terá 1,4 mil metros quadrados de construção. O projeto foi elaborado pela Univates, que também faz o acompanhamento da obra com a equipe própria de Engenharia. A estrutura da Fundef terá cerca de 30 salas para os atendimentos, mas o centro cirúrgico e a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) permanecem dentro do HBB.

Para a instituição, o ambulatório significa a possibilidade de aumentar a capacidade de atendimentos na entidade e beneficiar pacientes de todo o estado. A fundação atende, hoje, quase 400 municípios do RS, com cerca de 2 mil pacientes no mês. São mais de 14 mil cadastros ativos na fundação.

Enquanto isso, a instituição organiza a estrutura que será instalada no ambulatório. “Estamos fazendo um checklist do que temos e do que a gente precisa. Vendo como funciona a estrutura da Univates e seus arredores para nos adaptarmos a isso”, diz o presidente da Fundef, Ito Lanius.

Ele destaca que há a possibilidade de algumas famílias dos pacientes serem recebidas no Share/Univates, durante tratamento, para estarem acomodados a um baixo custo.

Parcerias

Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo destaca que a Fundef é mais uma construção criativa do município, que envolve diferentes partes. De acordo com ele, o governo busca entregar equipamentos públicos como este, utilizando soluções que possam causar grande impacto na comunidade.

“No caso da Fundef, tenho certeza que vai ser referência. Em toda a América Latina, nós hoje temos um centro em Bauru para atender pessoas com lábio leporino e algumas dificuldades de audição. E esse mesmo processo vai ser oferecido em Lajeado”. Para o prefeito, a instituição oferece um serviço singular que vai beneficiar muitas pessoas.

Acompanhe
nossas
redes sociais