Vale retoma geração de empregos após setembro caótico

ECONOMIA E NEGÓCIOS

Vale retoma geração de empregos após setembro caótico

Desempenho de outubro é o melhor desde abril e o suficiente para manter região com saldo positivo em 2023. Cidades impactadas pela enchente e por crise na proteína animal seguem com dificuldades

Por

Vale retoma geração de empregos após setembro caótico
Foto: Arquivo A Hora
Vale do Taquari

Depois de fechar setembro com o pior resultado do ano na geração de empregos formais, a região conseguiu reagir em outubro e voltou a apresentar saldo positivo. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam para uma retomada, apesar do cenário adverso dos últimos meses, com duas enchentes.

Conforme a plataforma de dados do governo federal, no somatório dos 38 municípios, foram abertos 223 novos postos de trabalho no Vale no último mês, o melhor resultado desde abril, quando o saldo ficou em 704. Com isso, o balanço de 2023 permanece positivo, com 1.087 vagas criadas em dez meses.

O desempenho de três cidades impulsionaram o resultado de outubro. Lajeado e Estrela, com 136 e 91 novos postos, respectivamente, aparecem em destaque. A surpresa fica para Bom Retiro do Sul, que alcançou a marca de 77 admissões a mais do que demissões neste período, à frente de municípios maiores e economicamente mais fortes.

Diretor-presidente da Fundação Gaúcha do Trabalho e Assistência Social (FGTAS) e ex-prefeito de Arvorezinha, José Scorsatto avalia de forma otimista os números. Para ele, o bom desempenho de setembro na região indica uma retomada na empregabilidade.

“Não imaginei que teríamos um saldo positivo já em outubro. Isso mostra que a região consegue se recuperar com muita rapidez em situações de crise. E a tendência é um desempenho até melhor a partir de agora, pois os recursos esperados para o Vale ainda não chegaram em sua totalidade”, pontua.

Efeitos negativos

Por outro lado, dois fatores empurram para baixo a geração de emprego em determinadas cidades da região. A enchente de setembro, responsável por derrubar os números de setembro, ainda reflete no setor produtivo. Encantado, Muçum e Roca Sales, os municípios mais atingidos pela cheia do Rio Taquari, fecharam outubro no vermelho, bem como Cruzeiro do Sul e Colinas.

Já a crise no setor de proteína animal impacta sobretudo as cidades de Teutônia, Poço das Antas e Westfália, que sediam frigoríficos da Cooperativa Languiru. Juntas, fecharam quase cem postos de trabalho no último mês.

Scorsatto acredita que, no caso de Poço das Antas, que tem o pior saldo do ano, a tendência é da situação amenizar nos próximos meses. “O frigorífico vai retomar as atividades e os postos de trabalho serão gradativamente reabertos”.

Saldos do mês

Melhores

Lajeado: 136
Estrela: 91
Bom Retiro do Sul: 77
Anta Gorda: 25
Taquari: 23

Piores

Muçum: -60
Westfália: -39
Teutônia: -38
Roca Sales: -36
Cruzeiro do Sul: -35

Acompanhe
nossas
redes sociais