Feira do Livro de Lajeado espera vender mais de 10 mil livros

CULTURA E EDUCAÇÃO

Feira do Livro de Lajeado espera vender mais de 10 mil livros

Programação da 17ª Feira do Livro de Lajeado iniciou ontem e segue até domingo, 20. Além da comercialização, evento conta com shows, oficinas e encontro com escritores

Por

Feira do Livro de Lajeado espera vender mais de 10 mil livros
Foto: Bibiana Faleiro
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Alunos, professores, pais e crianças movimentaram o primeiro dia de Feira do Livro, em Lajeado. A programação iniciou na manhã de ontem, com apresentações artísticas e encontro com o músico Thedy Corrêa. As atividades da 17ª edição do evento seguem até domingo, 20, na Praça da Matriz. Expectativa é vender mais de 10 mil livros.

Outro destaque da abertura foi a apresentação do Hino de Lajeado pelos músicos Solon Chaves e Vicente Breyer. A letra foi escrita em 1996, pelo patrono da Feira do Livro deste ano, Álvaro Santi, que também participou de um encontro com a comunidade.

A tarde seguiu com contação de histórias pelo grupo Música e Cena, da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), e hora do conto com o grupo Vivandeiros da Alegria. Além disso, a programação contou com um encontro com a escritora homenageada Rosane Cardoso.

Fabrício levou a filha Luísa, que está aprendendo a ler, para conhecer a feira
(Foto: Bibiana Faleiro)

Foco na educação

Coordenadora de Cultura da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Talita Fracalossi destaca o foco do evento voltado à educação, com a participação das escolas do município.

Entre os alunos que frequentaram a feira na manhã de ontem, estava Julia Klaus de Souza, 14, estudante do 8º ano da Escola Universitário. Ela visitou a praça com a turma, e diz gostar de eventos como este, que possibilitam conhecer diferentes gêneros literários. Entre os preferidos dela, estão as fantasias e histórias de terror. “Já vim na feira algumas vezes, e sempre são experiências ótimas”, destaca.

Além de ler, Júlia também gosta de escrever, em especial, poesias, e se inspira, inclusive, em artistas como Van Gogh e Monet. “Na minha família, muita gente é artista, ligada à arte. Acho que pode ser uma coisa de família que foi me tocando com o tempo”, acredita.

Incentivo à leitura

O comerciário Fabrício Leonhardt, 40, também aproveitou a quarta-feira para levar a filha Luísa, de 7 anos, para conhecer novos livros da feira. Em período de alfabetização, a menina se interessa por livros de histórias infantis, para colorir, além dos didáticos, para treinar a leitura. É a primeira vez que ela participa do evento, e já se interessou por diferentes títulos expostos pelas livrarias.

O pai considera a oportunidade positiva para tirar as crianças das telas. “É importante estimular, sair um pouco do eletrônico. Hoje, as crianças estão muito no eletrônico. Está muito fácil, muito na mão. Temos que estimular o gosto pela leitura. Essa é a principal importância de trazer minha filha na feira”.

Bons negócios

Proprietária da Livraria Vitrola, Simone espera vender mais de mil livros durante o evento na Praça da Matriz (Foto: Bibiana Faleiro)

Além das atividades culturais e envolvimento das escolas, dez livrarias participam da feira. Entre elas, a Vitrola, que possui uma loja do Shopping Lajeado. Proprietária do estabelecimento, Simone Camara diz que a expectativa para o evento é boa. Esta é a terceira vez que integra o evento e espera vender mais de mil exemplares neste ano.

No primeiro dia de programação, ela conta já ter recebido muitas escolas no estande da livraria. A maior procura é por obras infantis e infanto-juvenis. “É o público que a feira atrai. Mas a ideia é atrair outros públicos também. A gente trouxe variedade de títulos para conseguir atender o maior número de pessoas”, destaca.

Simone também ressalta a possibilidade que a feira oferece de divulgar o trabalho da livraria, que possui mais de 14 mil títulos na loja. “Uma oportunidade de mostrar para o público que estamos em Lajeado também”.

Grupo A Hora na praça

Durante os dias de evento, a Rádio A Hora 102.9 também tem programação especial direto da Praça da Matriz. Na quarta-feira, o programa Frente e Verso foi ao vivo do espaço. Até sexta-feira, o programa Vale em Pauta também é transmitido da feira, a partir das 10h.

Nesta quinta, o Fora de Hora segue recebendo os convidados na praça, às 16h. O Pratas da Casa, na noite de hoje, também foi apresentado no lugar, assim como o programa Nossos Filhos, na noite desta quinta-feira. No fim de semana, a programação segue com o Pra Você, no sábado, a partir das 10h.

Destaques da programação

Quinta-feira (17/8)
8h30min e 14h– Encontro com escritora Deborah Finocchiaro
10h – Encontro com o patrono Álvaro Santi
16h – Encontro Poético com Rotary Club Lajeado Engenho
18h – Posse do Conselho Municipal de Política Cultural
19h30min – Show Tributo Tim Maia com Vagnotreta

Sexta-feira (18/8)
8h30min e 15h – Encontro com escritora Eleonora Medeiros
9h – Oficina de Cinema e Literatura com Univates
18h – Grupo Vocal Univates
19h30min – Bate-papo com o patrono Álvaro Santi e escritores Rosane Cardoso, Ivete Kist e Jandiro Koch

Sábado (19/8)
10h – Hora do conto com o grupo Vivandeiros da Alegria
14h – Clown Univates – “E seu sorrir!?” com Miss Goela e Dr. Pierrê
15h30min – Companhia Aprendiz
17h – Lançamento do livro “Os Tons de Tudo”, de Álvaro Santi
18h – Banda Rosas

Domingo (20/8)
13h – Espetáculo teatral “Romeu e Julieta”, com alunos de teatro da Secel
14h – Roda de conversa “Patrimônio, cultura e identidade: um olhar sobre nossa história”; Hora do Conto com a escritora Léia Cassol
15h30min – Show em comemoração ao aniversário da Casa de Cultura, com Zoca Jungs Quarteto: a guitarra brasileira
17h – Apresentação da Orquestra Gustavo Adolfo Univates

Acompanhe
nossas
redes sociais