Fecomércio-RS divulga Sondagem de Meios de Hospedagem

RIO GRANDE DO SUL

Fecomércio-RS divulga Sondagem de Meios de Hospedagem

Pesquisa mostra que para 78,4% dos entrevistados o desempenho das vendas no primeiro semestre de 2023 foi avaliado como positivo

Por

Fecomércio-RS divulga Sondagem de Meios de Hospedagem
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A Fecomércio-RS divulgou a Sondagem de Meios de Hospedagem, que contempla estabelecimentos de hotéis, motéis e pousadas. Na edição de 2023, a Sondagem possibilita evidenciar aspectos relacionados ao perfil dos estabelecimentos desse segmento, bem como investiga a percepção dos gestores quanto ao atual momento dos negócios e as perspectivas futuras. A pesquisa entrevistou 385 estabelecimentos entre os dias 14 de junho e 11 de julho de 2023, por telefone, em todo o estado do Rio Grande do Sul.

A pesquisa apontou que a maioria dos estabelecimentos deste segmento, no RS, possui um longo tempo de funcionamento, com 48,3% dos entrevistados tendo 10 anos ou mais de existência. A maioria dos estabelecimentos possui até 10 pessoas trabalhando (78,4%), sendo que 54,9% possuíam 20 apartamentos ou menos, atendendo majoritariamente gaúchos (56,9%). A pesquisa mostrou também dois pontos bastante interessantes: mais de 50% fez reformas nos últimos 12 meses e 51,4% treinam a totalidade dos colaboradores quando da contratação. “A Sondagem mostra que a hotelaria no estado é preocupada em oferecer infraestrutura adequada e atendimento de qualidade para seus clientes” comentou o presidente da Federação, Luiz Carlos Bohn.

Entre os motivos para a utilização do serviço de hospedagem, Turismo de Negócios e Turismo Recreativo movimentam o setor gaúcho, sendo citados, respectivamente, por 91,4% e 86,5% dos entrevistados. O Turismo de Saúde (45,2%) e o Turismo Religioso (32,2%) também são identificados como tipos de viagens frequentes nos estabelecimentos. Quando questionados sobre o tipo de viagem mais importante em termos de faturamento, o Turismo de Negócios aparece como principal motivo (62,6%). Nesse caso, em média, entre os que souberam responder, essa motivação (Turismo de Negócio) respondia por 70,1% do faturamento do estabelecimento. A pesquisa também abordou os motivos de viagem percebidos como mais comuns entre os hóspedes dos meios de hospedagem. O mais frequente (75,3%) é o caso de profissionais que fazem visitas técnicas no município ou região. Eventos empresariais (66,8%) e viagens de turismo (57,4%) também estão entre as mais citadas, além de eventos comemorativos empresariais (53,5%). A pesquisa apontou também um grande desconhecimento a respeito do PERSE – Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos. Entre os entrevistados, 82,6% sequer sabia do que se tratava.

Outro tema abordado pela pesquisa diz respeito às percepções dos empresários em relação à avaliação da atualidade. Nesse sentido, 78,4% dos entrevistados avaliaram as vendas como positivas nos últimos 6 meses. Quando questionados sobre se as vendas atenderam às expectativas, 69,9% afirmaram que atingiram as expectativas, em 7,5% as expectativas foram superadas e para 22,6% o resultado foi abaixo do esperado.

Acompanhe
nossas
redes sociais