Retorno do futebol

opinião

Ezequiel Neitzke

Ezequiel Neitzke

Jornalista

Coluna esportiva

Retorno do futebol

Por

Mundo
CRON Previne - Lateral vertical - Final vertical

Retorno do futebol

No sábado passado, o Ser Picada de Flor, de Marques de Souza, voltou as atividades depois de sete meses. Jogando em casa, o time estreou o novo fardamento contra o Picada May e venceu por 5 x 0. Três gols de Renato Simonetti, um de Junior Simonetti e outro de Edson Seidel, o “Sadol”.

Novo árbitro

Integrante da Solar e da ARA, Alexandre Horn teve mais uma conquista no mês de outubro. Concluiu o curso para árbitros da Liga Gaúcha de Futsal e está apto para apitar partidas das competições da Liga. Deixo aqui os parabéns e votos de sucesso ao amigo.

Municipal de Arroio do Meio

Neste fim de semana teremos a realização da última rodada da competição. Com rígidos protocolos de saúde e segurança, cinco clubes entram em campo buscando a classificação para a semifinal. Esperança, de Rui Barbosa, é o único classificado. Cruzeiro, Juventude, Forquetense, Rui Barbosa e Sete de Setembro farão grandes jogos. Alguém arrisca apontar os classificados e os cruzamentos da próxima fase?

Boa sorte

Neste domingo as meninas da Alaf vão à Venâncio Aires jogar a segunda e penúltima fase da Copa Sul Riograndense de Futebol Feminino. Nesta fase, as meninas enfrentarão Asas Douradas, Garra Feminina e Peñarol. Que a equipe consiga repetir o bom desempenho da primeira etapa e possa chegar na final.

Surpresas e decepções

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro das Séries A e B chegou ao fim. Analisei as tabelas de classificação e listei os meus destaques.

Surpresas: Na Série A, o Fluminense, de Odair Hellmann, foi apontado por muitos como um time que brigaria para não ser rebaixado. Hoje, após 19 rodadas está três pontos atrás do líder Internacional.

Na Série B, o Cuiabá manteve a base de 2019, acrescentou nomes pontuais como o de Rafael Gava e cresceu na competição. Hoje é vice-líder e com o dinheiro que recebeu pela classificação as quartas de finais da Copa do Brasil, tem tudo para fazer um bom segundo turno e subir de divisão.

Decepções: Na Série A, se esperava mais de Athletico-PR e Bragantino. O primeiro pela série de conquistas que teve nos últimos anos, o segundo pelo alto investimento que fez em contratações. Ambos terminaram o primeiro turno na zona do rebaixamento.

Na Série B, todos os times grandes que caíram subiram com uma certa facilidade no ano seguinte. O Cruzeiro é a exceção. Terminou o primeiro turno na 16ª colocação, fora da zona do rebaixamento, e 11 pontos atrás do Juventude, quarto colocado. Tarefa difícil para o Felipão.