Sicredi Integração RS/MG viabiliza créditos com prazo estendido e taxas reduzidas

ENTREVISTA | A HORA BOM DIA

Sicredi Integração RS/MG viabiliza créditos com prazo estendido e taxas reduzidas

As linhas são adaptadas às necessidades dos associados e empresários de pequeno e médio porte. Modalidade tem carências flexíveis e condições especiais

Por

Sicredi Integração RS/MG viabiliza créditos com prazo estendido e taxas reduzidas
Fabrício Diedrich, diretor de negócios do Sicredi Integração RS/MG (Foto: Rodrigo Gallas)

Desde setembro do ano passado, quando o governo lançou a linha de crédito Pronampe, destinada a associados e empresários com faturamento de até R$ 4,8 milhões, apenas a Caixa Econômica e o Banco do Brasil, instituições estatais, foram beneficiadas. No entanto, a falta de capilaridade dessas instituições limitou o acesso dos associados aos recursos, impedindo que chegassem diretamente às mãos dos empresários, responsáveis pela geração de empregos e desenvolvimento regional.

Em contrapartida, conforme o diretor de Negócios do Sicredi Integração RS/MG, Fabrício Diedrich imediatamente, a cooperativa tomou a iniciativa de contatar todos os seus associados no início de maio, oferecendo linhas de crédito com recursos próprios. “Essas linhas são adaptadas às necessidades individuais, com prazos estendidos, carências flexíveis e condições especiais, incluindo taxas reduzidas”.

O Sicredi tem acesso a três linhas do Pronampe permitidas pelo governo: Pronampe Permanente, Pronampe Solidário RS e o Pronampe com Subvenção. Este último, particularmente aguardado desde setembro, oferece um desconto significativo de 40% no valor do empréstimo. “O Sicredi está próximo de obter autorização para disponibilizar essa linha de crédito, que visa principalmente manter os empregos durante o período de financiamento. O juro é igual para todos, Selic + 6% ao ano, com prazo até 72 meses, sendo até 24 meses de carência”.

O Pronanp Solidário com subvenção, regulamentado pela portaria de 4 de junho, já está disponível para as cooperativas. O prazo para encaminhamento dos documentos pelos associados foi prorrogado até junho, devido às enchentes que afetaram algumas empresas e atrasaram a entrega da documentação fiscal do ano de 2023.

Quem pode

Para ter acesso ao Pronampe, os associados e empresários precisam comprovar que foram afetados pelas enchentes e assinar um termo de comprometimento. “As empresas devem ter registrado 60% da receita bruta do ano anterior, com limite de R$ 150 mil”.

Além disso, o Sicredi está aguardando habilitação para oferecer linhas de crédito para grandes empresas, com fundo social de até R$ 15 bilhões, anunciadas na semana passada. No entanto, até o momento, falta a regulamentação necessária para que essas linhas sejam efetivamente disponibilizadas, deixando as empresas na expectativa. “Até o momento, ainda não saiu do papel. Faltam todas as resoluções, portarias, circulares, falta o BNDES construir o fundo. Então, até o momento, temos o somente a divulgação política”.

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais