Frigorífico de aves da Languiru exporta primeira carga para China

Sem fronteiras

Frigorífico de aves da Languiru exporta primeira carga para China

Container, com 27 toneladas de pés de frango, será enviado ao país asiático

Por

Atualizado terça-feira,
04 de Junho de 2024 às 17:39

Frigorífico de aves da Languiru exporta primeira carga para China
Foto: divulgação
Westfália

Na nesta terça-feira, 4, o Frigorífico de Aves da Cooperativa Languiru, localizado no município de Westfália, exportou o primeiro container para a China. No total, foram embarcadas 27 toneladas de pés de frango, que farão uma viagem de aproximadamente 60 dias até chegarem ao destino final, no país asiático.

De acordo com dados do USDA, a China importa anualmente cerca de 700 mil toneladas de pés de frango do Brasil, um número que tende a crescer nos próximos anos.

A habilitação do abatedouro para o mercado chinês sempre foi um objetivo almejado e de grande relevância para a Cooperativa Languiru. O apoio do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) foi fundamental para essa conquista, alcançada em março deste ano.

“Essa habilitação da China coloca o Frigorífico de Aves em um outro patamar de competitividade e excelência na qualidade dos seus produtos. Além da exportação de carne de frango da própria Cooperativa, as futuras parcerias também terão o benefício de poder exportar para a China. Isso é um diferencial da planta do tamanho da Cooperativa, de poder usar o máximo da capacidade da sua estrutura para abates diários e assim tornar o frigorífico viável”, destaca Paulo Roberto Birck, presidente liquidante da Cooperativa Languiru.

Primeira exportação para o Chile

No dia 23 de maio, a Cooperativa também fez a primeira exportação para o Chile, habilitada para exportar desde o início do ano, em janeiro. Com 49.660kg de pés de frango, duas carretas saíram carregadas para seguir um percurso terrestre de aproximadamente 10 dias.

Exportarção para a Filipinas

A Cooperativa Languiru também está habilitada para exportar para a Filipinas. A habilitação foi obtida em 7 de maio. “Filipinas é um mercado importante e interessante, onde pouca gente tem acesso e por isso se torna um mercado diferenciado”, explica André Fritsch von Frühauf, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento, de Garantia da Qualidade e do Serviço Especializado em Segurança e em Medicina do Trabalho da Cooperativa.

Acompanhe
nossas
redes sociais