Expovale confirmada: uma grande notícia!

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Expovale confirmada: uma grande notícia!

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A sexta-feira amanheceu com uma promissora notícia ao Vale do Taquari. Em uma decisão mais do que acertada, a Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) confirmou a realização da 23ª Feira Industrial, Comercial e de Serviços do Vale do Taquari (Expovale) e da 11ª Feira da Construção Civil, Mobiliário e Decoração (Construmóbil).

Os dois eventos ocorrem no período de sete a 10 e de 13 a 17 de novembro no Parque do Imigrante. A decisão da comissão organizadora visa reforçar o movimento de retomada da região após as enchentes de maio. Uma decisão briosa e prudente, reforço, e tem tudo para ser a virada de chave para milhares de pessoas e CNPJ´s afetados direta ou indiretamente pelas águas do Rio Taquari. É uma injeção de ânimo e tanto para este e outros tantos fins de semana ensolarados!

Mais do que nunca, “Somos do Vale”

A Amturvales lidera mais uma respeitável campanha para provocar a reconstrução do Vale do Taquari. “Somos do Vale” é uma iniciativa com foco no recomeço de um dos setores mais afetados pelas duras enchentes de maio e busca recuperar esta “economia limpa” por meio da união de todo o trade turístico da região. Reconstrução dos empreendimentos, capacitação dos empreendedores e novas promoções do destino “Vale do Acolhimento” são algumas ações pontuais a curto, médio e longo prazo. Para isso, a associação projeta a combinação de marketing digital, uso de inteligência artificial, parcerias com influenciadores, imprensa regional, blogs e portais de turismo, além, claro, da força orgânica de divulgação dos pontos turísticos. Em tempo, as visitações ao Complexo do Cristo Protetor devem reiniciar até o dia 15 de junho. Assim como diversos restaurantes, pubs, hotéis e pousadas seguem perfeitamente aptas aos visitantes e turistas.

Preservar (ou não) a histórica Ponte de Ferro?

Diante da provável reconstrução da histórica Ponte de Ferro entre Lajeado e Arroio do Meio em até 30 dias – uma ação assumida de forma voluntária pela iniciativa privada –, há quem defenda a preservação da estrutura e a readequação do projeto de uma nova travessia de concreto e com duas vias. Eu explico. Paralelo ao movimento voluntário das empresas, o governo lajeadense lançou edital para construção de uma estrutura para veículos leves e pesados. E a proposta é demolir a Ponte de Ferro e construí-la no mesmo ponto. Mas, reforço, há quem defenda – por meio de um debate saudável – a utilização de um projeto nem tão antigo assim, que previa uma nova ponte de concreto ao lado da histórica travessia de ferro e madeira, e com um orçamento de R$ 11,8 milhões.

Nove meses sem casa…

É compreensível a dificuldade enfrentada pelos atuais governos federal, estadual e municipais diante das duas tragédias que destruíram boa parte do Vale do Taquari. Afinal, estamos diante de uma das piores catástrofes naturais já verificadas pela nossa geração e as inúmeras demandas – frutos de erros e negligências históricas – estão sufocando os atuais agentes que – assim como a maioria da população – infelizmente não estavam preparados para tamanho colapso. Mas até mesmo a necessária compreensão tem prazo de validade. E, ao menos no quesito “moradia popular”, o prazo está bem perto do fim. Lá se vão nove meses da enchente de setembro de 2023 e, até o momento, nenhuma casa foi entregue. Aliás, nenhum tijolo foi sequer cimentado na região. E o jogo de empurra-empurra entre os entes da união, do estado e dos municípios alimenta ainda mais a incompreensão por parte de quem mais sofreu com as duras lições do Rio Taquari. Ora, alguém precisa assumir de uma vez por todas essa bronca. Nove meses sem casa é inaceitável!

TIRO CURTO

  • Resiliência ou teimosia? Fato é que o governo de Estrela publicou nesta semana dois extratos de contrato da Empresa Pública de Logística Estrela (E-log) para a compra de móveis à entidade. Mas vamos combinar. Diante da destruição do porto e do aeródromo, a empresa já não faz mais tanto sentido na ordem do dia. Inclusive o gestor municipal já expressou a intenção de extingui-la.
  • Um card pra lá de mal feito circula nas redes sociais e insinua que o Secretário de Segurança de Lajeado, Paulo Locatelli, foi escolhido para ser o pré-candidato a vice-prefeito ao lado da atual vice-prefeita, Gláucia Schumacher (PP). Fato é. Se há qualquer possibilidade, Locatelli – que rechaça a possibilidade e classifica o card como fake news – precisa deixar o cargo até quinta-feira.
  • Vereador e pré-candidato a prefeito de Lajeado, Carlos Ranzi (MDB) sugere que o governo municipal “precisa dar o exemplo” e mudar a prefeitura de endereço, já que o prédio foi atingido pela enchente. Para tal, sugere o uso do terreno do Daer, a ser incorporado ao poder público.
  • O governo de Estrela publicou nessa sexta-feira o edital de chamamento público para a construção de 100 unidades habitacionais por meio do programa federal Minha Casa Minha Vida. E cada residência do futuro Loteamento Renascer, na localidade de Novo Paraíso, está orçada em R$ 140 mil. A licitação está agendada para ocorrer no próximo dia 14.
  • Eduardo Leite (PSDB) visitou duas vezes o Vale do Taquari nas últimas duas semanas. Ministro Extraordinário de Reconstrução do RS, Paulo Pimenta (PT) não quis ficar para trás e visitou o mesmo Estrela Palace Hotel nessa quinta-feira. Na pauta de ambos, as moradias populares.
  • Impressão minha ou as obras na ponte da BR-386 sobre o Arroio Boa Vista, em Estrela, estão a passos lentos? A CCR garante que, mesmo sem a presença de funcionários em determinados horários, os serviços de monitoramento e avaliação ocorrem por meio de outras ferramentas. Aguardemos, portanto.

Acompanhe
nossas
redes sociais