Vereadores aprovam permuta para ampliação da Bebidas Chiamulera

CÂMARA DE LAJEADO

Vereadores aprovam permuta para ampliação da Bebidas Chiamulera

Troca de áreas inclui a transferência do parque de máquinas e secretaria de Obras do Montanha para o Bom Pastor, em Lajeado

Por

Vereadores aprovam permuta para ampliação da Bebidas Chiamulera
Sessão desta terça-feira teve quase três horas de duração (Foto: Henrique Pedersini)
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Por unanimidade, a Câmara de Lajedo autorizou a permuta de áreas entre o governo municipal e a Bebidas Chiamulera. Pelo projeto, a empresa poderá aumentar sua estrutura no bairro Montanha, com a utilização do terreno onde fica o parque de máquinas, ao lado da atual sede. Em contrapartida, a indústria adquire uma área para realocação dos maquinários, na Rua Hermes Jaeger, bairro Bom Pastor.

Na negociação, há uma devolutiva da empresa para o município de R$ 1.066.000,00. O texto prevê ainda o alargamento da rua Hermes Jaeger, que liga a avenida Benjamin Constant com a Pedro Theobaldo Breitenbach, no bairro Conventos. “A área é essencial para a ampliação da empresa. A secretaria de Obras está amassada hoje, a gente fica até sem jeito de receber as pessoas lá. Além disso, sabemos da necessidade de cobrar melhorias para o Bom Pastor receber a secretaria”, analisa Fabiano Bergmann (PP), que nos últimos anos foi secretário de Obras de Lajeado.

Carlos Eduardo Ranzi e Eder Spohr, ambos do MDB, citaram que a transferência das máquinas pode representar dificuldades aos moradores do Bom Pastor. “Estamos transferindo o problema”, resumiu Eder.

Recursos para ponte entre Lajeado e Arroio do Meio
Também de forma unânime, os vereadores deram sinal positivo para a inclusão no orçamento de R$ 11.804.186,92 oriundos do governo federal para construção da ponte definitiva que interligará Lajeado e Arroio do Meio. A estrutura será erguida no mesmo lugar da ponte de ferro provisória que será instalada nas próximas semanas.

Avançou ainda a concessão do título de Cidadão Benemérito Lajeadense ao Senhor Nestor José Heineck, um dos conselheiros e pai dos atuais diretores da Docile Alimentos Ltda, de Lajeado. A homenagem foi proposta por Márcio Dal Cin (MDB).

Aprovado ainda a consolidação do Mês Maio Furta-cor, dedicado às Ações de Conscientização, Incentivo ao Cuidado e Promoção da Saúde Mental Materna. O projeto foi apresentado por Paula Thomas (PSDB).

A câmara acatou a proposta para publicação em meio eletrônico oficial de autorizações e licenças para supressão de árvores em áreas públicas. O texto é de Ana da Apama (PP).

Aprovada ainda a liberação de R$ 30 mil para campanha da CDL Lajeado, voltada a compra no comércio local pela população lajeadense.

Burocracia atrapalha construção de casas
Uma semana após moradores do Conservas ocuparem o plenário durante a sessão, Isidoro Fornari Neto (PP) lamentou a dificuldade em avançar com os projetos para construção de 300 residências populares distribuídas em nove terrenos. “A caixa exige 300 novas matrículas e cobra ainda um ensaio SPT, uma análise de solo para construção destas casas de 42 metros. Estas análises não se fazem nem pra edifícios. Essa burocracia atrasa o processo, mas estamos em contato com governo para buscar soluções”, explica.

Dal CIn afirmou estar confuso com situação das pontes sobre o rio Forqueta e pediu mais informações. Por meio de ofício, Jones Vavá (MDB) e Fabiano Bergmann (PP) convidaram o empresário da Lyall, Roberto Luchese, para explicar a proposta de construção de uma nova estrutura para o lugar da ponte de ferro, destruída na enchente deste mês.

Carlos Eduardo Ranzi (MDB) sugeriu a retirada de secretarias do prédio da prefeitura na rua Júlio May e ocupação do antigo prédio do Daer, na Avenida Benjamin Constant.

A próxima sessão ocorre na terça-feira, 4, a partir das 17h.

Acompanhe
nossas
redes sociais