Jairo Valandro representará o Vale na direção da Fiergs

Opinião

Thiago Maurique

Thiago Maurique

Jornalista

Coluna publicada no caderno Negócios em Pauta.

Jairo Valandro representará o Vale na direção da Fiergs

Por

Presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Vale do Taquari (Sinduscom-VT), Jairo Valandro é um dos integrantes da chapa que saiu vitoriosa em eleição histórica da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS). Foi a primeira vez em 38 anos que houve disputa para a direção da entidade e a decisão se deu pela diferença de um único voto: 54 a 53, com adesão de 100% dos 107 sindicatos votantes.

Valandro segue tradição do Sinduscom-VT, que antes ocupava cadeira na direção da entidade estadual com José Zagonel. Segundo ele, a participação na Fiergs visa trazer mais protagonismo para a indústria da construção civil, principalmente do interior. “Estamos com mais participantes dos Sinduscons do interior do estado, justamente para valorizar o setor.”

De acordo com Valandro, o grupo eleito visa unir o setor e alcançar reconhecimento como uma das indústrias que mais gera emprego. Além disso, quer trabalhar para que o Sistema S (Sesi e Senai) ampliem o trabalho de auxílio na modernização e qualificação da mão de obra – hoje o principal gargalo para um avanço ainda maior na construção civil do Estado. A posse da nova diretoria ainda não tem data definitiva e está prevista para entre 15 e 20 de julho.

Projeto da Cacis visa “adoção” de empresas atingidas pelas cheias

Em resposta às cheias que assolaram a região, a Câmara de Comércio, Indústria, Serviços e Agronegócios de Estrela (Cacis) lançou o projeto “Adote uma Empresa”. O objetivo é angariar apoio às 67 empresas associadas diretamente afetadas por meio da mobilização de outras entidades e empresários de todo o Brasil.

A ação foi inspirada em iniciativa do Núcleo da Mulher Empresária Acirs, da cidade de Rio do Sul, Santa Catarina, que adotou a Loja Princesa. Proprietária do comércio, Angela Birck passou a receber suporte para restabelecer o negócio o mais rápido possível.

Empresas e entidades interessadas em participar do projeto podem entrar em contato com a Cacis pelo telefone (51) 98465-0021, ou acessar o site www.cacisestrela.com.br. A entidade se responsabiliza em fazer a conexão entre os apoiadores e as empresas de forma a facilitar o processo de “adoção”.

Suspeita de manipulação no Boletim Focus

O mercado financeiro foi abalado por fortes indícios de manipulação no principal relatório do setor, o Boletim Focus. A denúncia partiu do economista e ex-banqueiro Eduardo Moreira, que investigou dados do termômetro semanal da economia brasileira.

O relatório oficial divulgado pelo Banco Central tem base em pesquisa anônima com 150 agentes financeiros. Alguns agentes teriam informado dados fora da curva visando ampliar as medias das expectativas de inflação e assim influenciar a decisão sobre a taxa básica de juros (Selic).

A evidência de manipulação decorre da grande diferença de respostas quanto à expectativa máxima de inflação em curto espaço de tempo e da comparação com outras pesquisas do mercado, efetuadas sem anonimato. Moreira cita como exemplo pesquisa da Broadcast, na qual media da expectativa de inflação para 2026 fica em 3% e as máximas chegam a 4,03%. No boletim Focus, a média das respostas dos agentes ficou em 3,69%, mas a máxima apontada foi de 8%.

A situação desagradou os próprios agentes do mercado, que ampliaram coro por mudança na metodologia da pesquisa – em especial o fim do anonimato para evitar manipulações. O autor da denúncia entrou com pedido, com base na lei da acesso a informação, para saber quais foram os responsáveis pelos dados discrepantes.

Pedro Capeluppi, secretário Estadual da Reconstrução em entrevista concedida ao Jornal do Comércio.

FRASE DO DIA

Existem ações emergenciais solicitamos ao governo federal, como reeditar o que foi feito na pandemia para a manutenção dos empregos, para aliviar o impacto neste momento. Porém, o fato é que o efeito dessa catástrofe sobre a economia precisa ser quantificado .”

 

 

 

 

RÁPIDAS

Gestão estratégica – A CIC-Teutônia e o Master Mind promoveram o programa “Metagerenciamento: gestão estratégica” nos meses de abril e maio. Dividida em 13 etapas, a formação teve participação de 18 pessoas e, diante do sucesso da iniciativa, estão abertas as inscrições para uma segunda turma do curso. Com sete encontros, as aulas ocorrem nos dias 02, 09, 16, 23 e 30 de setembro e 07 e 14 de outubro, das 19h às 23h, junto à entidade empresarial teutoniense. Informações sobre valores e inscrições, pelo telefone/WhatsApp (51) 99250-1992.

Fundo social Sicredi – Diante da situação de calamidade pública enfrentada por grande parte dos municípios gaúchos, o Conselho de Administração da Sicredi Integração RS/MG optou por direcionar os recursos do Fundo Social 2024 para entidades atingidas pela catástrofe natural no Vale do Taquari. Com isso, o regulamento para inscrição de projetos na edição deste ano está cancelado. Mais informações podem ser obtidas junto à área de Relacionamento da cooperativa através do WhatsApp (51) 99610.0608.

Acompanhe
nossas
redes sociais