“Não estamos sozinhos. Vamos reabrir a Casa do Peixe em 20 de setembro”

símbolo de superação

“Não estamos sozinhos. Vamos reabrir a Casa do Peixe em 20 de setembro”

Casarão centenário foi um dos poucos que resistiu com a força das águas do Rio Taquari, em Arroio do Meio

Por

“Não estamos sozinhos. Vamos reabrir a Casa do Peixe em 20 de setembro”
Foto: Gabriel Santos
Arroio do Meio
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Tradicional espaço gastronômico de Arroio do Meio, a Casa do Peixe tornou-se como um símbolo de perseverança e renascimento. Localizada no bairro Navegantes, o prédio centenário foi um dos poucos que resistiu a força das águas do Rio Taquari.

Com a bandeira do Rio Grande do Sul erguida no segundo andar, a Casa do Peixe testemunhou a destruição que se abateu sobre sua comunidade. No entanto, em meio ao caos, a imagem do restaurante se tornou um farol de esperança, uma representação tangível da força e determinação do povo gaúcho.

Aos 65 anos, seu Darcísio Schneider, conhecido como Picolé, pela terceira vez em oito meses a árdua tarefa de reconstruir o que as águas levaram consigo. “Estamos fazendo todos os esforços possíveis e contamos com a generosidade e apoio de todos para voltar a servir. Sinto que não estamos sozinhos. Com a ajuda de tantos amigos, temos a esperança de reconstruir a Casa do Peixe e reencontrar aqueles que fazem deste lugar a segunda casa”, afirma.

A história de reconstrução da Casa do Peixe não passou despercebida pelas autoridades. O governador do Estado, Eduardo Leite, visitou o local em Arroio do Meio, no último sábado, dia 18, prometendo sua presença na reabertura do espaço. Para Schneider, a data não é apenas um retorno aos negócios, mas um símbolo de esperança renovada e de uma comunidade unida na adversidade.

A intenção de Schneider é de reabrir o espaço no dia 20 de setembro.

Acompanhe
nossas
redes sociais