Governador retorna hoje ao Vale

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Governador retorna hoje ao Vale

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Eduardo Leite (PSDB) desembarca hoje pela manhã em Estrela, cinco dias após a recente visita ao Vale do Taquari. É um bom sinal. O chefe do Executivo gaúcho percebeu com os próprios olhos – especialmente na passagem pelo Passo de Estrela, em Cruzeiro do Sul, no sábado à tarde (foto) – o tamanho do prejuízo verifi cado em nossa região. Só no ambiente captado pela fotografia que ilustra esse tópico são mais de 600 residências completamente destruídas pela fúria do Rio Taquari. Por lá, também, dezenas de vidas foram levadas pelas águas. É um número absurdo. Um resultado impensável – para a maioria – diante do histórico de enchentes menores ao longo das últimas décadas. Mas é real.

Está lá para todos verem e sentirem. Inclusive Eduardo Leite. Sobre a visita de hoje, agendada para o Estrela Palace Hotel, às 10h, o governador virá acompanhado de diversos secretários estaduais, prefeitos, chefe do Ministério Público Estadual e outras autoridades. E promete anunciar mais de 500 moradias aos gaúchos. Ainda é pouco, eu sei. Mas as recorrentes visitas e anúncios, reforço, são bons sinais ao Vale do  Taquari.

A importância da logística

A corrida do dia a dia nos distrai. E a distração faz com que muitos não percebam a importância de alguns setores para a economia e o bem-estar da comunidade. Neste compasso, podemos citar a logística. Após a queda de dezenas de pontes em todo o Vale do Taquari, boa parte da sociedade enfi m percebeu a importância da logística na nossa vida. Até então, a logística era pormenorizada por diversos agentes escolhidos para nortear as questões públicas, e também por quem deveria cobrar desses mesmos agentes. Mas, e deixando de lado o retrovisor, torço para que os últimos sinais nos sirvam de alerta para um olhar muito mais atento à logística. Com debates mais assertivos e pragmáticos, e com mais protagonismo técnico e profi ssional nas decisões políticas.

Reabertura do Cristo Protetor em junho

O principal produto turístico do Vale do Taquari vai reabrir ao público até o dia 15 de junho. E isso é uma notícia para ser celebrada em todo o Estado. Foi a partir do monumento que outras tantas cadeias do turismo se desenvolveram por aqui e por outros pagos gaúchos. É dinheiro limpo que vem de fora, algo ainda mais fundamental em tempos de incertezas e reconstruções. A projeção de retornar em três semanas é da Associação de Amigos do Cristo Protetor, que trabalha incansavelmente para consertar parte do trecho de asfalto no acesso à Lagoa da Garibaldi, destruído pelas fortes chuvas de maio. O trecho é curto e os serviços estão bem avançados. Durante o período de “descanso” do complexo da estátua, o grupo de voluntários e agentes ligados à associação trabalha no auxílio aos desabrigados e desalojados, recebimento e
distribuição de mantimentos.

ONG promete 60 casas em 30 dias

Representantes da Organização Não-Governamental Volunteer Emergency Relief (VER) já conversaram com os prefeitos de Lajeado e Encantado para apresentar, entre outros movimentos, uma proposta para construir casas populares. A promessa é entregar cerca de 60 unidades em 30 dias. São moradias construídas com PVC e gesso e com custos unitários a partir de 15 mil dólares. Um dos líderes da ONG, o brasileiro Frederico Martins – que trabalha e reside nos EUA –, busca apoio de construtoras locais e dos poderes municipais para levar adiante a proposta. Além de contar com doações internacionais para auxiliar no custeio das obras. É a solução da lavoura? Não sei. Mas tenho a impressão de que a solução final passa por diversas ações paralelas. E essa pode ser uma.

E as eleições em outubro?

Há quem não aponte qualquer empecilho na realização do pleito municipal em outubro. E há quem considere prudente o adiamento por alguns poucos meses – é o meu caso, por exemplo. De fato, e por ora, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sequer debate a possibilidade de protelar ou suspender as eleições em função das milhares de pessoas sem residência, a ausência de conexões viárias entre cidades, e as centenas de urnas diretamente atingidas pelas enchentes. Mas, e independente disso, os movimentos políticos nos bastidores segue fervendo. Em Lajeado, por exemplo, e diante de uma suposta intransigência do PP em abrir mão de uma nova chapa pura na majoritária, agentes do PL e PSDB andam cada vez mais próximos. É o caso dos ex secretários de Meio Ambiente, Luís Benoitt, e de Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Reckziegel.

Tiro curto

  • É impressão minha ou tem faltado protagonismo – ou pró-atividade – a muitos vereadores neste momento de tragédia?
  • Guardas Municipais de Lajeado e agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) projetam mudanças no bloqueio da ERS- 130, no trecho anterior ao vão deixado pela ponte que ruiu sobre o Rio Forqueta. Além da difi culdade enfrentada pelos motoristas de ônibus para manobrar no local, muitos caminhões também chegam ao local por desconhecerem a região.
  • Pouco a pouco e alguns problemas se ajustam. E um desses promete aliviar a tensão no Vale do Taquari. Falo da liberação das quatro pistas sobre o Rio Taquari, na ponte entre Lajeado e Estrela. E a projeção é liberar tudo até a próxima terça-feira.
  • Na câmara de vereadores de Lajeado, o précandidato a prefeito Sérgio Kniphoff (PT) levantou a bandeira sobre os problemas e demoras no atendimento no Centro Especial de Apoio aos Atingidos pelas Cheias (Ceapac), algo que destoa e muito da tão disseminada “cidade inteligente”. O Executivo promete melhorias. Aguardemos.

Acompanhe
nossas
redes sociais