Travesseiro confirma primeiro óbito por leptospirose

SAÚDE

Travesseiro confirma primeiro óbito por leptospirose

Outros três casos são acompanhados pela secretaria de Saúde

Por

Travesseiro confirma primeiro óbito por leptospirose
Com a elevação dos rios e arroios, cidade ficou inundadada
Travesseiro

A cidade de Travesseiro registrou o primeiro óbito por leptospirose. A vítima, Eldo Gross, de 67 anos, residente na localidade de Barra do Fão, faleceu devido à doença.

Gross foi velado ontem no Clube Esportivo Picada May, em Marques de Souza, às 17h30. O sepultamento ocorrerá hoje às 15h no cemitério evangélico do distrito de Tamanduá.

Além do óbito, outros três casos de leptospirose estão sendo monitorados. Os pacientes são moradores de Linha Cairu. Segundo o secretário da Saúde, Junior Weizenmann, os casos foram contraídos durante a recente enchente. O município tem alertado a população sobre os cuidados necessários no período pós-enchente para evitar doenças como leptospirose, hepatite e tétano.

As autoridades orientam que, em casos suspeitos, os moradores procurem a unidade de saúde do centro, onde serão atendidos por médicos. A leptospirose está associada à exposição prolongada a bactérias presentes em água ou lama contaminada. A doença apresenta sintomas como febre, dor de cabeça e dores musculares.

Acompanhe
nossas
redes sociais