Maioria dos prefeitos vai concorrer à reeleição no Vale

Pensar eleições 2024

Maioria dos prefeitos vai concorrer à reeleição no Vale

Ao menos 25 gestores tendem a disputar as eleições de outubro em seus municípios. Outros 11 estão impedidos de almejar um novo mandato. Jari Hunhoff, de Capitão, e João Dullius, de Cruzeiro do Sul, anunciam que estão fora do pleito

Por

Maioria dos prefeitos vai concorrer à reeleição no Vale
Crédito: Divulgação
Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Pelo menos 25 prefeitos da região devem colocar seus nomes a disposição do eleitorado no pleito de outubro. Outros dois já anunciaram publicamente que não pretendem concorrer, enquanto 11 já estão em segundo mandato e não podem, conforme previsto na legislação eleitoral, tentar um terceiro mandato consecutivo.

A reeleição para cargos executivos em eleições municipais é permitida desde 2000. Desde então, diversos gestores conseguiram estender seus mandatos em cidades do Vale por mais quatro anos. Outros, no entanto, abriram mão de uma nova disputa. Situação que vai se repetir em 2024 em Capitão e Cruzeiro do Sul.

No caso de Capitão, o atual prefeito, Jari Hunhoff (PSDB) frisa que vai cumprir acordo firmado ainda em 2020 com o MDB, principal aliado na gestão municipal. A sigla coligada desta vez será a responsável por liderar a cabeça de chapa para a eleição, enquanto os tucanos indicarão o candidato a vice.

Em Cruzeiro do Sul, João Dullius (MDB) optou por não concorrer a reeleição após conversar com familiares, amigos e aliados. Nos últimos meses, a coligação vencedora do pleito de 2020 sofreu baixas, com saídas de PDT e PSDB da base aliada. Além disso, perdeu apoio dentro do próprio partido, que avalia outros nomes para o pleito.

Não podem concorrer a um novo mandato os prefeitos de Bom Retiro do Sul, Colinas, Coqueiro Baixo, Dois Lajeados, Forquetinha, Ilópolis, Lajeado, Mato Leitão, Roca Sales, Santa Clara do Sul e Tabaí.

Pré-candidatos declarados

Em alguns municípios, prefeitos já se lançaram como pré-candidatos. Caso de Teutônia, onde Celso Forneck (PDT) buscará um novo mandato. O evento, ocorrido semana passada, foi prestigiado por cerca de 400 pessoas e também serviu para apresentar a nominata de pré-candidatos a vereador.

Forneck terá, como prováveis adversários em outubro, a atual vice e antiga aliada, Aline Kohl (PL), os ex-prefeitos Jonatan Brönstrup (PSDB) e Renato Altmann (PSD) e o médico Carlos Renato Dreyer (PT).

Em Fazenda Vilanova, o atual gestor Amarildo da Silva (PDT) também foi lançado oficialmente como pré-candidato a reeleição. Ele será apoiado pelo PSDB. A oposição ainda não definiu um nome para concorrer, mas o vereador Sérgio Cenci (PP), filho do ex-prefeito José Luiz Cenci, é cotado à disputa.

Devem disputar as eleições

Afirmam que não vão à reeleição:

  • Jari Hunhoff (Capitão)
  • João Dullius (Cruzeiro do Sul)

Acompanhe
nossas
redes sociais