Trem dos Vales prevê 100 passeios para 2024

NOVA TEMPORADA

Trem dos Vales prevê 100 passeios para 2024

Datas serão divulgadas na próxima terça-feira, durante evento de lançamento que ocorre às 17h, em Dois Lajeados

Por

Atualizado sexta-feira,
19 de Abril de 2024 às 15:39

Trem dos Vales prevê 100 passeios para 2024
Rafael Fontana, coordenador do Trem dos Vales (Foto: Pedro Rodrigues).
Vale do Taquari

A temporada 2024 dos passeios do Trem dos Vales traz novidades para este ano e essas serão divulgadas na próxima terça-feira, 23, durante evento de lançamento que ocorre às 17h, no Parque Denardi, em Dois Lajeados. Dentre elas, as datas para o passeio que devem iniciar no segundo semestre. 

Com novidades a cada ano na estrutura do projeto, o coordenador do Trem dos Vales, Rafael Fontana destaca a ampliação das datas dos passeios, além do transporte de mais pessoas do que no ano passado, com ampliação dos meses de temporada. A expectativa, segundo ele, é chegar aos 100 passeios para 2024, sendo que no ano passado, devido à enchente, foram 70 passeios.  

LEIA MAIS: Trem dos Vales apresenta calendário de passeios da temporada 2024

Neste ano, o Trem dos Vales completa seis anos e conta com uma equipe mais reforçada, seja na comercialização com as agências de turismo, relacionamento com o trade turístico, levantamento de números que parte deles foram apresentados para o governo do estado, e serão divulgados totalmente na próxima terça-feira. Fontana enaltece o impacto econômico do trem nesses últimos três anos não só na região do Vale, mas em todo o estado. “Dados esses comprovam que os investimentos na infraestrutura turística têm fundamento retornando na economia do estado”.  

Em 2023, um total de 214 agências de viagens venderam 80% dos bilhetes. Dentre elas, 17 de Santa Catarina e duas do Paraná, além de 195 agências do Rio Grande do Sul, sendo 19 do Vale do Taquari e as demais de outras regiões do estado. 

Além disso, Fontana destaca que a região possui potencial para ampliar pacotes para segurar os clientes na região, agregando outras regiões do estado. 

“Nossa equipe monitora 350 estabelecimentos na região, em média 20 cidades que possuem atrativos ou agências. O gasto médio, no ano passado, foi de R$ 310 por turista na região, incluindo hospedagem, alimentação, dentre outros, sem contar o bilhete”. 

Fontana acrescenta que está em estudo junto à Rumo, outras rotas de passeios além de Muçum a Guaporé. “Estão em negociação, ainda não confirmados, passeios de Guaporé a Colinas que, caso confirmados, devem unir os atrativos culturais da região”. 

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais