“A Fruki vai mudar a história de Paverama”, diz prefeito

ENTREVISTA | FRENTE E VERSO

“A Fruki vai mudar a história de Paverama”, diz prefeito

Conforme Fabiano Brandão, empresa garantirá novos empregos e renda à população, além de aumento da receita ao município

Por

Atualizado sexta-feira,
12 de Abril de 2024 às 17:10

“A Fruki vai mudar a história de Paverama”, diz prefeito
Fabiano Brandão, prefeito de Paverama (Foto: Rodrigo Gallas)
Paverama

Com atividades econômicas concentradas na agropecuária e na indústria calçadista, Paverama completa 36 anos de emancipação política neste sábado, 13. A história da comunidade local vai além dos 100 anos. O município vive a expectativa com o início da operação da fábrica da Fruki.

“Paverama merecia e precisava de uma empresa como a Fruki”, destaca o prefeito, Fabiano Brandão. A cidade está em pleno desenvolvimento e a chegada da companhia dá força a este movimento de expansão.

“A Fruki vai para mudar a história de Paverama na questão da arrecadação, geração de emprego e renda. O crescimento de uma cidade não depende de quatro anos, mas de anos de administração. Se a Fruki está instalada hoje no município é fruto do esforço de vários gestores.”

O município possui oito mil habitantes e um orçamento de R$ 36 milhões para este ano. No setor primário, a instalação de granjas de aviários, construção de duas granjas com quatro núcleos cada, uma em atuação e a segunda sendo instalada com incremento considerável na receita. Os ateliês concentram a grande massa trabalhista. A história de Paverama, desde 1988 foi construída pelo calçado e, atualmente, mais de 700 pessoas empregadas nos mais de dez ateliês instalados e atuando para a Beira Rio.

“A gente tenta também surfar na onda da Fruki que é vender toda essa margem da BR-386, cria um clima de otimismo no município”. Paverama dispõe de cerca de 3km de área às margens da BR-386 e o município em tratativas com empresários para instalação de novas empresas nesse espaço.

Infraestrutura

Conforme Brandão, a infraestrutura de Paverama é um grande desafio. “Nos preocupamos com o Centro, mas não podemos esquecer daqueles que vem de fora. “Eu quero que Paverama seja um caminho de passagem e preciso melhorar a VRS-835, via do estado e parte municipalizada, conseguindo fazer o asfalto à Brochier será uma rota de passagem para o turismo ou desenvolvimento de empresas”.

O trajeto de quem entra e sai do município é o principal objetivo desde o início da gestão. A partir da municipalização da VRS-835, bairro Morro Bonito, houve investimento de cerca de R$ 2 milhões já que era uma localidade que ocasionava muitos acidentes. Agora, o município aguarda liberação de recursos por parte do Governo do Estado para manutenção do restante da VRS, em torno de 9km até a BR-386.

Além disso, Brandão reforça a ligação de Paverama ao Vale do Caí, pela Transcitrus. “Antes Paverama não pertencia ao grupo, mas conseguimos incluir e, neste ano, já conseguimos R$ 550 mil em recursos para iniciar o asfalto em direção a Brochier. São 8,5km de Paverama e 8,5km de Brochier. Essa ligação dos dois municípios por asfalto, vai ter uma ligação direta com a BR-386”. E complementa que estão buscando recursos para o próximo ano, incremento de R$ 32 milhões para os nove munícipios que integram o grupo.

Aniversário de 36 anos

A programação inicia nesta sexta-feira, 12, no Ginásio Católico. A cerimônia de abertura ocorre às 20h, com homenagem à Paverama, apresentação dos corais do município, apresentação do traje oficial das soberanas da 7ª PaveramaFest e, às 22h terá baile com o Musical JM e meia-noite, Banda Geração Atual. A entrada é gratuita.

No sábado, 13, à tarde, brinquedos infláveis gratuitos, carreta do Sesc, além de Baile com os Barões. Já no domingo, ocorre o 2º Pedal Paverama.

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais