Motivação

Opinião

Ledi Giongo

Ledi Giongo

Secretária Executiva da Cooperativa Dália

Motivação

Por

Eis aqui um tópico muito interessante para ser discutido: a motivação, que é um impulso, um sentimento que faz com que as pessoas ajam para atingir determinado objetivo a que se propõem. Ela induz os seres a darem o melhor de si para conquistar o que almejam, e muitas vezes, para isso, alguns acabam até mesmo “atropelando” quem encontram.

A motivação é um tema muito discutido em psicologia e, portanto, também dentro das organizações. Sua presença, como também a falta dela, são situações consideradas importantes, pois tem relação direta com o sucesso das empresas. Indivíduos motivados produzem mais, têm melhor desempenho social, transmitem segurança e propagam sensação de bem-estar. Por isso, ela tem estreita sintonia com a liderança; esta não existe sem aquela.

Um bom líder precisa estar motivado e, ao mesmo tempo, ser capaz de transmitir esse estado de espírito à sua equipe, o que é essencial para o desenvolvimento do ser humano. Logo, sem motivação é muito difícil cumprir qualquer tarefa, por mais simples que seja. Necessita-se de motivação para estudar, fazer exercícios, trabalhar, quanto mais para mudar conceitos e derrubar tabus.

Então, há que se perguntar: onde buscar a motivação? Sabemos que ela é intrínseca, está dentro de cada um, ou seja, é uma força interior que só tem significado para quem a sente. A sua existência provém de um motivo e este é pessoal, está na cabeça, na alma e no coração de cada um.

Então, se a motivação é pessoal, hora de arregaçar as mangas e traçar objetivos: ter foco e direção. Definir metas. Dar o melhor de si em tudo. Exercitar a mente, o corpo, cuidar do bem-estar; aprender coisas novas, pois conhecimento proporciona crescimento. Tomar iniciativas e aceitar desafios; os resultados, cada um constrói. Assumir responsabilidades; extrair algum aprendizado dos erros, mas nunca desistir.

O grande barato da vida é que cada um pode tomar suas próprias decisões. E a motivação é pessoal e, então, estar ou não motivado é opcional. Ora, se ela nos remete a uma melhor qualidade de vida, nos impulsiona para a satisfação, para atingimos o objetivo a que nos propusemos, não há por que não nos auto- motivarmos. Eu diria que a motivação é um estado de espírito, uma característica ligeiramente associada à determinação de quem sabe o que quer.

Exceto se alguém estiver de mal com o mundo, conviver com pessoas motivadas é extremamente prazeroso, porque elas têm a habilidade (ou seria decisão?) de encarar a vida com uma perspectiva positiva e otimista. E, claro, tem um brilho diferente no olhar, de quem olha um pouco além dos limites disponíveis aos olhos. Ademais, possuem disposição, expectativa, objetivos, são extremamente responsáveis e espalham bom humor e, com isso, ao natural, tornam-se líderes. E, felizmente, positivas.

Então, a motivação se expande até o limite do que, inicialmente, o que parece impossível é o que demora um pouco mais para acontecer.

Acompanhe
nossas
redes sociais