Disputa deve ter atual, ex-prefeito e candidatos à direita e à esquerda

VENÂNCIO AIRES

Disputa deve ter atual, ex-prefeito e candidatos à direita e à esquerda

Adversários em 2016 e 2020, Jarbas da Rosa e Giovane Wickert vão reeditar disputa, mas não estarão sozinhos na corrida ao Executivo. PT também planeja concorrer à majoritária, enquanto PL e PP dialogam para lançar nome à direita

Por

Atualizado quinta-feira,
21 de Março de 2024 às 08:04

Disputa deve ter atual, ex-prefeito e candidatos à direita e à esquerda
(Foto: DIVULGAÇÃO)
Venâncio Aires
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Diferente de 2020, quando teve uma eleição polarizada, Venâncio Aires tende a dobrar o número de concorrentes ao Executivo municipal em outubro deste ano. São pelo menos quatro pré-candidaturas anunciadas ou cogitadas nos bastidores. E, entre os nomes, há velhos conhecidos do eleitorado.

Atual prefeito, Jarbas da Rosa (PDT) é pré-candidato a reeleição. A tendência na base aliada é por uma reedição da chapa vencedora da eleição passada, com Izaura Landim (MDB) de vice. A coligação deve reunir também siglas que hoje já estão ao lado do governo, casos de PSD, Republicanos, União Brasil e PSC.

A única dúvida entre os aliados de Rosa é o Cidadania, que tem federação junto ao PSDB em nível nacional. O partido tucano, que se reestruturou na cidade nas últimas semanas, deve apoiar o ex-prefeito Giovane Wickert (PSB), também pré-candidato ao Executivo local, e avalia indicar um nome a vice.

Eleito em 2016 numa das disputas mais acirradas da história do município, ao superar Rosa por menos de 300 votos, Giovane falhou na tentativa de conquistar o segundo mandato. Foi derrotado em 2020 por uma diferença de mais de 8 mil votos. Para o pleito de outubro, há conversas tanto com partidos ligados à direita quanto da esquerda.

Dúvidas à direita

No campo da direita, PL e PP estão alinhados para a formação de uma chapa majoritária. No entanto, há dúvidas sobre quem vai concorrer a prefeito. A princípio, ficaria com os liberais. O ex-vereador Alexandre Wickert se colocou a disposição para encabeçar a coligação, após mais de uma década afastado da política partidária.

A votação expressiva de Jair Bolsonaro na eleição presidencial de 2022, com 63% dos votos em Venâncio Aires, impulsionou o desejo do PL em lançar nome próprio. No entanto, as movimentações recentes apontam para uma inversão, com o PP indicando o nome à prefeitura. Neste caso, trata-se de Maciel Marasca, atual presidente da sigla. Ligado ao setor fumageiro, nunca disputou um cargo político.

Busca pelo protagonismo

Integrante de gestões passadas do PDT, o PT busca recuperar a condição de protagonista na cidade, após não lançar candidato e declarar neutralidade no pleito de 2020 e não conquistar cadeiras à câmara nas duas últimas eleições. Para isso, indicou o ex-vereador José Cândido Faleiro para a corrida ao Executivo.

Faleiro milita no PT há mais de três décadas, foi secretário de Obras durante um período no governo de Airton Artus e resistiu à crise enfrentada pela sigla na década passada. Embora tenha a pretensão de encabeçar uma chapa majoritária, não descarta outros caminhos. Em entrevista a uma rádio local, em dezembro, admitiu a possibilidade de uma dobradinha com Giovane Wickert.

Últimos prefeitos

  • 2020: Jarbas da Rosa (PDT)
  • 2016: Giovane Wickert (PSB)
  • 2012: Airton Artus (PDT)
  • 2008: Airton Artus (PDT)
  • 2004: Almedo Dettenborn (PMDB)
  • 2000: Glauco Scherer (PTB)
  • 1996: Celso Artus (PMDB)
  • 1992: Almedo Dettenborn (PMDB)

OS NOMES COGITADOS

Acompanhe
nossas
redes sociais