Governo federal atende 47,6% da demanda do Vale por habitação

PÓS-ENCHENTE

Governo federal atende 47,6% da demanda do Vale por habitação

Déficit de moradias passa das 2,7 mil unidades em dez cidades atingidas por inundações

Por

Atualizado terça-feira,
19 de Março de 2024 às 07:42

Governo federal atende 47,6% da demanda do Vale por habitação
(fotos: Divulgação)
Vale do Taquari

Os anúncios do governo federal durante a passagem da comitiva de Brasília na sexta-feira passada, 15, mostram que ainda há muito para se fazer no que se refere a reconstrução de infraestrutura e de residências.

Pela listagem de 13 municípios contemplados com verbas extraordinárias do pós-enchentes de 2023, estão nove do Vale do Taquari e uma do Vale do Rio Pardo (Venâncio Aires). Com base nas informações dos municípios, o total de casas destruídas ou condenadas pela Defesa Civil passa das 2,7 mil.

Por outro lado, o total garantido pelo governo federal, por meio do Minha Casa Minha Vida Calamidade (com dinheiro investido a fundo perdido) fica em cerca de 1,2 mil. “Acredito que essa é a primeira leva. Na medida que tivermos mais aprovações, esse número aumenta”, diz o prefeito de Roca Sales, Amilton Fontana.

A cidade, uma das mais atingidas pela inundação de setembro passado, tem pelo menos 330 moradias destruídas ou condenadas. Além do governo federal, a administração também se inscreveu no programa do Estado, chamado de “A Casa é Sua”.

Até agora, são 80 unidades confirmadas. “Estamos no aguardo de mais anúncios. Temos projetos protocolados e com análise inicial positiva.”

Na mesma microrregião, Muçum terá 100% da demanda por habitação cumprida devido a parceria entre governo do Estado e federal. São cerca de 260 unidades. Na vinda do presidente Lula na sexta-feira passada, foram confirmadas 235 casas. Com mais 40 do Estado, será possível garantir o atendimento de todos que tiveram casas destruídas e também retirar algumas famílias das áreas de risco.

O relatório da Ufrgs aponta que, pelo menos, dez mil residências foram atingidas pela água. Das que não foram levadas pela força da água, houve imóveis com danos irreversíveis.

Acompanhe
nossas
redes sociais