“Representar um dos principais eventos de Venâncio Aires foi é um desafio encantador”

ABRE ASPAS

“Representar um dos principais eventos de Venâncio Aires foi é um desafio encantador”

Natural de Venâncio Aires e professora no Centro de Educação Básica Gustavo Adolfo, Ana Paula Meneghetti, de 28 anos, relembra com carinho e de como foi desafiador o período que esteve como Garota Teuto-brasileira de Venâncio Aires. Ela foi a única na história do concurso, nas quase quatro décadas de existência, a deter dois anos seguidos o título de beleza. Ela é formada em duas licenciaturas, em Pedagogia e em Educação Física

Por

“Representar um dos principais eventos de Venâncio Aires foi é um desafio encantador”
Foto: acervo pessoal
Vale do Taquari

O que representou ser Garota Teuto-brasileira de Venâncio Aires, mas justamente no período em surge a pandemia da Covid-19?

O título recebido em 2019 foi um momento único na minha vida enquanto admiradora e entusiasta pelo meu município de origem, Venâncio Aires. Afinal de contas, sempre desejo e torço pelo desenvolvimento econômico e social da cidade e do interior. Por conta disso, representar um dos principais eventos do município foi tão especial num primeiro momento, quanto desafiador e único na sequência. Ser escolhida como Garota Teuto-brasileira representou uma superação e vitória muito pessoal, mas com a chegada da pandemia tudo mudou radicalmente. Com o período da emergência sanitária, mais do que perdas de vidas, foi um momento de reinvenção aos demais. Os eventos foram cancelados em massa. Com a Festa Municipal do Colono – que é a atração que a Garota Teuto-brasileira representa e divulga – não foi diferente, depois de décadas de realização. Mas ao mesmo tempo, quando da retomada do concurso de beleza e quando pude entregar a faixa para minha sucessora, foi acima de tudo um momento de forçar a celebração da vida. Por isso mesmo já estou na expectativa por mais uma festa que nesta ano será realizada em Vila Teresinha, no Vale do Sampaio.

Qual a aprendizagem pessoal que fica desse período tão desafiador?

Foi um período importante e talvez único em nosso século. Antes da chegada da Covid-19 foram inúmeras as festas e municípios visitados para divulgar o novo evento. Muitas amizades foram feitas nesse período. Era um trabalho voluntário em prol de um evento tradicional e importante para o meio rural. Com a pandemia, ao precisarmos abrir mão do convívio social presencial em favor da saúde mostrou a importância dos amigos, da família, da liberdade, mesmo com a tecnologia que tanto nos aproximou naquele período. Ainda não superamos todos os desafios impostos por aquele período, mas os avanços são ininterruptos. Falo de avanços pessoas e coletivos.

Mas hoje quem é Ana Paula Meneghetti?

Hoje, como professora, tenho um desafio diário que me fascina. Além da responsabilidade que a profissão exige é também um momento de troca de experiências, do convívio salutar e do aprender constante. Outro desafio para os próximos meses é experimentar o sonho da maternidade. Vem aí o Théo e que promete de novo dar uma reviravolta na minha vida, com também muita aprendizagem e, novamente, boas experiências.

Acompanhe
nossas
redes sociais