Municipalismo e protagonismo

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Municipalismo e protagonismo

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A abertura oficial da Assembleia de Verão da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) reuniu mais de 900 pessoas na sede da Sociedade Amigos do Balneário Atlântida (Saba), em Xangri-Lá. Um dos maiores eventos municipalistas do país reuniu prefeitos, vices, secretários municipais, vereadores, assessores, secretários estaduais, governador, vice-governador, representantes do governo federal e centenas de outros agentes das mais diversas autarquias, entidades classistas e empresas do setor privado. Durante algumas horas, o histórico espaço à beira-mar do litoral norte gaúcho foi o palco principal para os mais diversos e qualificados intensos debates entre os personagens dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. E o Vale do Taquari esteve bem representado e, inclusive, foi citado como exemplo nacional.

Por lá estavam os prefeitos de Lajeado, Marcelo Caumo (PP); de Bom Retiro do Sul, Edmílson Busatto (MDB); de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch (MDB); Fazenda Vilanova, Amarildo da Silva (PDT); Doutor Ricardo, Álvaro Giacobbo (MDB); Vespasiano Correa, Tiago Michelon (PL); Venâncio Aires, Jarbas da Rosa (PDT); Santa Tereza, Gisele Caumo (PP); Guaporé, Valdir Fabris (PDT); Mato Leitão, Carlos Bohn (PSDB); e de Taquari, André Brito (PDT). Além de assistiram os diretores do INSS citarem como um “exemplo nacional” a triangulação entre o instituto, o governo de Lajeado e o Hospital Bruno Born para a construção de uma nova unidade, os gestores compreenderam um pouco mais o tamanho da própria responsabilidade. Afinal, o evento também serviu para reforçar o compromisso da municipalidade frente a problemas que pertenciam aos outros entes, e também serviu de alerta para eventuais riscos de queda na arrecadação.

“Batata quente” aos prefeitos

Durante a fala na abertura oficial do evento da Famurs, o governador Eduardo Leite (PSDB) compartilhou – literalmente – com os prefeitos a responsabilidade pelos decretos que retiram benefícios fiscais de uma considerável fatia do setor produtivo gaúcho. Ele compartilhou a “batata quente” com gestores municipais e reforçou que as formas sugeridas para recompor o fluxo de caixa – inicialmente ele tentou aumentar a alíquota do ICMS – também servem para atender as demandas municipais e regionais dos prefeitos, e desta forma garantir a tão debatida competitividade ao nosso Rio Grande do Sul. E muitos prefeitos aplaudiram. Já o prefeito de Venâncio Aires e presidente da Amvat Jarbas da Rosa (PDT) percebeu um tom diferente na fala do gestor estadual. Para ele, Leite sinalizou que poderá “flexibilizar” os próprios decretos. Aguardemos!

Renata, o PL e o governo

O pedido de exoneração protocolado na terça-feira pela Secretária de Assistência Social de Estrela Renata Cherini (PL) ainda não foi digerido pelo prefeito Elmar Schneider (MDB). E tampouco pelos membros do PL que integram cargos estratégicos. Segundo um dos expoentes do partido na cidade, o Secretário da Fazenda Felipe Diehl (PL), o partido está “ao lado da nossa presidente do PL Mulher”. Mas também está ao lado de Schneider. “Ela pediu demissão, e com as razões dela. Apoio da decisão dela. Mas a decisão de apoio ou não à reeleição (de Elmar Schneider) é uma decisão da executiva do PL”, afirma ele. Ou seja, a sigla corre o risco de uma ruptura interna. E tudo isso será debatido no encontro do PL agendado para 14 de março. Em tempo, Renata se sentiu “traída” pelos vereadores da situação e pelo governo municipal após o arquivamento – por unanimidade no plenário – das denúncias protocoladas por ela contra o vereador Volnei Zancanaro (UB).

Maneco x André

O PT de Taquari anunciou a intenção de romper com o PDT e não apoiar o atual prefeito André Brito à reeleição. A notícia divulgada em primeira mão pelo Grupo A Hora caiu como uma bomba nos mais diversos redutos políticos, sociais, econômicos e religiosos da cidade-mãe do Vale do Taquari, e não preocupou tanto assim o atual gestor municipal. E tem um detalhe. Diversos petistas atuantes em ambos os poderes foram surpreendidos com a informação. E não gostaram. Isso sugere que tal movimento não seria unanimidade entre petistas e muitos presumem se tratar de um conjecturado embate pessoal entre Brito e Maneco. E tudo indica que a faísca partiu do ex-prefeito.

TIRO CURTO

  • Prefeito de Barra do Rio Azul, Marcelo Arruda (ex-PTB) será o novo presidente da Famurs.
  • Sobre o evento da Famurs, vale destacar o anúncio feito por Eduardo Leite (PSDB) sobre unidades habitacionais. Segundo ele, o Estado vai abrir uma Ata de Registro de Preços e os municípios poderão aderir. A ideia é auxiliar as prefeituras e facilitar as construções via programa estadual, federal ou por recursos próprios, tendo em vista as restrições do período eleitoral.
  • Eduardo Leite (PSDB) também apresentou o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), uma plataforma de gestão disponibilizada gratuitamente aos municípios, mediante adesão. A infraestrutura tecnológica será via Procergs e será realizada capacitação nas prefeituras.
  • Por fim, o governador garantiu manter esforços para a reconstrução das áreas atingidas por enchentes no Vale do Taquari, e sinalizou com milhões à área da saúde em todo o Estado, com o lançamento da Rede Materno Paterno Infantil e do Prêmio Imuniza: Vacinação HPV; o repasse de R$ 30 milhões para obras nas UBSs; e de R$ 11 milhões para combate à dengue.
  • Aliás, no momento de chamar ao palco a Secretária Estadual de Saúde Arita Bergmann, o governador parafraseou o prefeito de Estrela. “Como diz o Schneider, ela é a ‘Musa da Saúde’”, brincou Leite.
  • Presidente da OAB-RS, Leonardo Lamachia também participou do evento no litoral e informou que a OAB gaúcha criou o primeiro grupo de trabalho para discutir o uso ético da inteligência artificial nos processos eleitorais.
  • Voltando para nossa aldeia, teremos posse na sexta-feira. Nascida em Arroio do Meio, ex-candidata a prefeita de Lajeado, e moradora de Estrela, Márcia Scherer (MDB) assume no dia 1º de março a Secretaria de Saúde de Estrela. O evento ocorre no saguão da prefeitura, a partir das 17h.
  • Aliás, o prefeito Elmar Schneider (MDB) deve anunciar novos secretários nas próximas semanas. Afinal, os titulares da Fazenda, da Sedis, da Obras e da Agricultura devem sair até o dia seis de abril para disputarem vagas no legislativo. Além da Secretaria de Assistência Social, é claro.
  • Em tempo, a discrição das soberanas de Encantado gera muito burburinho na cidade.

Acompanhe
nossas
redes sociais