Acusado pelo MPRS é condenado por feminicídio em Cruzeiro do Sul

COMARCA DE LAJEADO

Acusado pelo MPRS é condenado por feminicídio em Cruzeiro do Sul

Réu recebeu uma pena de 13 anos de prisão com cumprimento em regime inicial fechado

Por

Atualizado quinta-feira,
29 de Fevereiro de 2024 às 16:05

Acusado pelo MPRS é condenado por feminicídio em Cruzeiro do Sul
Família da vítima participa de julgamento e pede por justiça (Foto: MPRS/Divulgação).

Um homem acusado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) foi condenado na quarta-feira, 28, pelo feminicídio de uma mulher de 28 anos ocorrido no dia 4 de fevereiro de 2023, em Cruzeiro do Sul. O júri foi realizado na Comarca de Lajeado e o réu recebeu uma pena de 13 anos de prisão com cumprimento em regime inicial fechado.

O promotor de Justiça Marcos Eduardo Rauber atuou em plenário e sustentou a acusação de homicídio qualificado pelo feminicídio, porque o crime foi praticado por razões da condição de gênero. De acordo com o promotor, os jurados rejeitaram as teses defensivas e acolheram a sustentação do MPRS.

A sessão do júri foi acompanhada por familiares da vítima, que receberam de Marcos Rauber todas as informações necessárias sobre o resultado do julgamento e as demais fases do processo. Além disso, ele informou que irá recorrer da sentença por considerar a pena imposta insuficiente para o caso. “Especialmente em razão das consequências do crime, já que a vítima tinha apenas 28 anos de idade e duas filhas menores”, explica o promotor.

O crime

O réu matou a vítima com golpes de faca. No dia 4 de fevereiro de 2023, conforme a investigação, ele assediou sexualmente a vítima e ela reagiu arremessando pedras contra ele, com apoio de amigos. Depois disso, o criminoso se retirou do local, pegou uma faca e retornou, esfaqueando e matando a jovem. No mesmo contexto, ele ainda atingiu um homem com golpe de faca, que interveio em defesa da mulher. No entanto, a acusação de tentativa de homicídio contra este homem, que era amigo da vítima, foi afastada pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJRS).

Acompanhe
nossas
redes sociais