“É preciso ter um planejamento estratégico”, diz Jarbas da Rosa

ENTREVISTA | FRENTE E VERSO

“É preciso ter um planejamento estratégico”, diz Jarbas da Rosa

Prefeito de Venâncio Aires e presidente da Amvat lamenta falta de um coordenador da Defesa Civil na região do Vale do Taquari

Por

“É preciso ter um planejamento estratégico”, diz Jarbas da Rosa
Presidente da Amvat e prefeito de Venâncio Aires, Jarbas da Rosa (Foto: Maira Schneider)
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Durante entrevista ao programa Frente e Verso nesta terça-feira, 13, o prefeito de Venâncio Aires e presidente da Amvat, Jarbas da Rosa critica atuação da Defesa Civil em exonerar o então coordenador, Everton de Souza Dias e não ter uma pessoa substituta para ocupar o cargo tão importante para a região.

“A falta de um coordenador mostra a falta de um planejamento estratégico. É preciso ter um substituto imediato. Se sabiam que iriam exonerar,  deveriam ter outra pessoa para indicar. E precisa ser alguém que conheça a região, conheça o Vale e seus problemas”.

Outro ponto citado durante entrevista é referente aos decretos de emergência após eventos climáticos na região. De acordo com Rosa, a situação continua na mesma, ainda aguardando alguns recursos para ocorrências de setembro. Ele destaca a forma como são tratadas as homologações.

“Muita dificuldade, burocracias, equipes complementando dados com fotos. Como presidente da Amvat, solicitei que a Famurs entrasse nessa “briga” com a gente devido a toda essa morosidade”. Os decretos de emergência foram solicitados, mas “ainda não saiu o de novembro, imagina quando vai sair o de janeiro. Estamos preocupados com os cidadãos”.

Somente em Venâncio Aires, mais de 1,5 mil residências tiveram prejuízos com destelhamento durante temporal de janeiro. A prefeitura fez entrega de telhas para famílias de baixa renda e, para aquelas pessoas que não se enquadravam nos requisitos, precisaram buscar outros meios como, por exemplo, o saque do FGTS.

“Com decreto de emergência homologado, as pessoas tem a liberação do saque caso haja necessidade, facilitando o trabalho do poder público como  o das famílias. Mais de 10 municípios aguardam a liberação da homologação desses decretos. Sem um coordenador da defesa civil no Vale, dificulta um pouco mais esses trabalhos”.

Embate com a RGE

Há quase 30 dias após temporal que atingiu o estado, os trabalhos estão sendo iniciados. “Esperamos que não tenham nenhuma interrupção. Estaremos acompanhando junto ao Ministério Público Estadual e associações de municípios para ter avanço nessa questão. Estivemos na sede da RGE sete dias após com visita técnica, todos os investimentos realizados durante os últimos anos, principalmente 2023 e cronograma de obras para 2024”.

Rosa critica a falta de comunicação da empresa com os clientes. “A empresa RGE precisa levar informações ao cliente, pois são eles que pagam em dia as suas contas, faltou comunicação e esclarecimentos”.

Avaliação 2023 e expectativas para 2024

Conforme o prefeito Jarbas da Rosa que entra para o quarto ano de sua administração, o orçamento de Venâncio Aires para este ano é de R$ 380 milhões.

Destaque para as obras já entregues ao longo dos últimos três anos, mais de 40 serviços já executados e outros 20 devem continuar até o fim do ano.

Obras de infraestrutura, mais de 40 km já pavimentados. Na área da saúde, inauguração em 2023 da UTI Pediátrica atendendo toda região e uma obra de mil metros quadrados de um novo Centro do Materno Infantil, nova unidade de saúde que fica ao lado da UPA, “queremos que seja referência microrregional”.

Já na educação, Rosa reforça os avanços. Somente no transporte escolas, são investidos cerca de R$ 9 milhões, mais de 70% desse recurso é oriundo do município. Além disso, foi inaugurada uma Emei, importante para a diminuição das vagas em lista de espera. “No nível 1A, zeramos a fila de espera e, agora, caminhando para o nível 2, esperamos até no máximo final do ano zerar toda a fila de espera. Queremos aumentar o número de turnos integrais nos próximos anos”.

Presidência da Amvat

O prefeito de Bom Retiro, Edmilson Busatto é um dos nomes mais cogitados para assumir a vaga hoje ocupada por Jarbas da Rosa, que deve deixar a presidência quatro meses antes do pleito.

Acompanhe a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais