Novo vigário para a Matriz de Lajeado

Opinião

Raica Franz Weiss

Raica Franz Weiss

Novo vigário para a Matriz de Lajeado

Por

Lajeado

HÁ 50 ANOS

Cinquenta anos atrás, a paróquia Santo Inácio recebia um novo vigário, o padre Marino Wink, de 27 anos. Ele era natural de Linha Formosa, em Santa Cruz do Sul, e tinha sido ordenado em janeiro de 1974.
Wink tinha começado a vida religiosa aos 13 anos, quando ingressou no Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Arroio do Meio. Estudou nos seminários de Caxias e de Viamão, onde se formou em Filosofia e Teologia.
O padre Marino ficou em Lajeado somente até 1975, quando o vigário Antônio Bremm assumiu a função. Naquela época, o pároco da Igreja Matriz era o padre Éricko Schmitz. Wink faleceu em 2019 e chegou a atuar como pároco na Igreja São João Batista, de Nova Bréscia, e na São Francisco Xavier, de Santa Clara do Sul.

Fotos: Arquivo Municipal de Lajeado/O Informativo

Calçamento em Estrela

Há 50 anos, era entregue a obra de calçamento da rua Júlio de Castilhos, em Estrela. A nova infraestrutura seguia até o Cristo Rei, na antiga Faculdade de Educação (hoje IEEEM). A próxima etapa era fazer calçamento na rua Bruno Schwertner.

Sábado é

  • Dia da Navegação no Rio São Francisco;

Santo do dia:

  • São Brás

Domingo é

  • Dia Mundial do Câncer
  • Dia da Fraternidade Humana
  • Dia do Amigo do Facebook

Santo do dia:

  • São João de Brito

Naquele tempo, o Parque Princesa do Vale não existia e o local era tomada por mato

Enquanto isso (2004)…

ONU pedia regras para a Antártida – O avanço das pesquisas no continente meridional exigia a criação de normas para nortear as ações. A perspectiva de que novos microrganismos e substâncias fossem descobertos na Antártida atraíam empresas. Mas a ONU alertava para a criação de um regulamento para a patenteação dessas descobertas.

HÁ 20 ANOS

Aembi vencia o amador de Estrela

A Associação Esportiva dos Moradores do Bairro das Indústrias (Aembi) conquistava o título do campeonato de futebol amador de Estrela. Depois de três jogos disputados contra o Aimoré, de Linha Delfina, o Aembi se consagrava campeão com um empate de 2×2.

O jogo aconteceu no Estádio do Aembi e os gols do time vencedor foram feitos por Kiko e Alexandre. Na época, os atletas que faziam parte da equipe do Aembi eram Betinho, Daniel, Jardel, Alex, Rogério, Piti, Tado, Dani Sulzbach, Nunes, Binho e Alexandre.

Acompanhe
nossas
redes sociais