EGR revisa prazo e promete rótula no Boa União, em Estrela, para abril

MOBILIDADE URBANA

EGR revisa prazo e promete rótula no Boa União, em Estrela, para abril

Prevista para começar no fim de 2022, obra teve o início adiado quatro vezes. Diretoria da estatal garante publicação do edital ainda em fevereiro e deve incluir novo acesso à rua João Fell, no bairro Pinheiros

Por

EGR revisa prazo e promete rótula no Boa União, em Estrela, para abril
Em horários de pico, a passagem para a Rota do Sol pelo Boa União se torna um transtorno aos motoristas (Foto: Jhon Willian Tedeschi)
Estrela
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

As melhorias em um dos gargalos de maior interferência no trânsito de Estrela tem data marcada para entrega. A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), responsável por administrar a RSC-453, prevê concluir a construção da rotatória no bairro Boa União para o mês de abril. O indicativo foi dado pelo presidente da estatal, Luís Fernando Vanacôr, em visita ao município nesta semana.

Demanda antiga de quem transita pela região, a construção de uma passagem com condições mais adequadas voltou à pauta dos governos em maio de 2022. Na ocasião, o vice-prefeito João Schäfer entregou à EGR um pedido por melhorias no local. Em outubro do mesmo ano, o projeto foi concluído, em uma parceria da empresa pública estadual com a administração de Estrela.

No entanto, a previsão de começar a obra até o fim de 2022 foi adiada em outras quatro oportunidades. Em março de 2023, os gestores da estatal garantiram a construção até o fim de junho. Mais tarde, em agosto, a EGR indicou o início para a segunda quinzena de novembro. Com os prazos novamente descumpridos, no fim do ano a projeção foi renovada para janeiro.

A reunião com representantes do governo municipal ocorreu ainda na quarta-feira, 31, com uma vistoria no local onde será construída a rótula. Agora, a promessa é que a intervenção no Boa União seja entregue em abril. A concessionária espera publicar o edital ainda na primeira quinzena de fevereiro. “Assinado o contrato, a primeira ação vai ser essa interseção”, garante Vanacôr.

Mudança de foco atrasa obra

Sobre as mudanças de prazo, Vanacôr lista uma série de situações, desde reorganização para atender a demandas causadas por intempéries, até a limitações financeiras. “Tivemos que mudar o foco em alguns momentos do ano passado, por situações específicas. Em vez de construir, nos concentramos em recuperar”, explica.

Outro fator citado foi a necessidade de um estudo mais criterioso sobre as demandas ao longo da RSC-453. Para tornar a licitação mais atrativa, a ideia da EGR é juntar diversas intervenções no mesmo contrato. “Além da rotatória, teremos as melhorias no acesso à João Fell, que liga a Rota do Sol à BR-386, e a recuperação da pista, todas em um único edital”, acrescenta o diretor-presidente.

“Olhar para frente”

Por se tratar de uma obra de impacto no maior bairro de Estrela, existe uma expectativa muito grande para que os entraves sejam resolvidos. O prefeito Elmar Schneider, no entanto, mantém o otimismo para a entrega da nova rótula. “Foram inúmeras vezes que buscamos a EGR e abrimos as tratativas. Não vamos criar problemas agora, e sim olhar para frente. Cedemos um terreno para que a obra saia do papel, e esta se tornará uma realidade sim.”

Acompanhe
nossas
redes sociais