Temporal deixava 4 mil sem luz

Opinião

Raica Franz Weiss

Raica Franz Weiss

Temporal deixava 4 mil sem luz

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Duas décadas atrás, no mês de janeiro, um vendaval também deixava milhares de pessoas sem luz. As fortes rajadas de vento vieram por volta das 15h e afetaram 8 dos 19 municípios que eram atendidos pela AES Sul – antiga concessionária de energia elétrica.

Na época, em Lajeado, cerca de quatro mil consumidores tinham ficado sem energia elétrica devido à queda de 12 postes de alta tensão. Em Arroio do Meio, uma família ficou desabrigada.

A casa de Odair José Machado, 30, e Maria Janete Goulart, 33, tinha sido destruída pelo vendaval em minutos. O casal e os dois filhos estavam na residência no momento. Apesar dos estragos, os moveis foram preservados da chuva com lonas e a família se abrigava no porão da casa.

Naquela vez, o vento chegou a 60km/h. Há poucos dias, o Vale experienciou outro vendaval, que deixou mais de 700 mil pessoas sem luz no estado, com rajadas de vento de mais de 120km/h.

10 anos da morte do Sebaldo

Figura icônica em Lajeado, José Sebald Hammes registrou a história da cidade através de sua câmera fotográfica. Ontem, 29, completou dez anos da morte do famoso fotógrafo, ocorrida aos 85 anos, em janeiro de 2014.

Nascido em Arroio do Meio, em 1928, decidiu seguir a vocação religiosa quando jovem e foi estudar no seminário em Taquari. Sebaldo, como ficou conhecido, teve passagem também pelo Seminário de Daltro Filho, em Imigrante, e por Minas Gerais e São Paulo. Foi no estado mineiro que ele teve contato com a fotografia pela primeira vez.

Aos 40 anos, na década de 1960, Sebaldo voltou ao Vale do Taquari, onde se tornou um dos primeiros fotógrafos da cidade de Lajeado, responsável por registrar eventos sociais, públicos e privados.

Hoje, as milhares de fotografias de Sebaldo fazem parte do Projeto Cultural Sebaldo, uma iniciativa sem fins lucrativos, organizada por voluntários. Uma página nas redes sociais também compartilha as fotografias dele.

A recém graduada em Jornalismo, Pietra Darde, organizou seu Trabalho de Conclusão de Curso (2023) sobre Sebaldo e fez uma análise sobre as múltiplas fotografias do artista.

O material está disponível na internet.

Calçamento na Av. Benjamin Constant

O Jornal de Lajeado noticiava que a rua receberia calçamento desde a esquina com a João Batista de Mello, no Centro da cidade, até a Olvebra – antiga fábrica de óleos vegetais no bairro Montanha (hoje os silos são usados pela BRF).

Uma preocupação quanto às obras, no entanto, era que a safra de soja se aproximava e a Av. Benjamin Constant era usada para escoar a produção. Com as obras na pista, o tráfego pela via ficaria comprometido.

Hoje é

  • Dia da Saudade
  • Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos
  • Dia do Padrinho
  • Dia Mundial da
  • Cultura de Paz

Santo do dia:

  • Santa Martinha

Acompanhe
nossas
redes sociais