Venâncio Aires ingressa na Justiça contra a RGE

Serviços públicos

Venâncio Aires ingressa na Justiça contra a RGE

Objetivo é tentar obter uma liminar que agilize o restabelecimento da energia elétrica no município

Por

Venâncio Aires ingressa na Justiça contra a RGE
Crédito: Divulgação
Venâncio Aires
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O governo de Venâncio Aires entrará na Justiça contra a concessionária de energia elétrica RGE. Devido a demora no restabelecimento da luz, as repetidas falhas no fornecimento e os prejuízos causados, o domingo, 21, é de trabalho no gabinete do prefeito Jarbas da Rosa.

Já são cinco dias que a falta de energia elétrica ainda persiste em parte do território municipal. Equipe técnica junto com a Procuradoria Jurídica do Município e da Defesa Civil preparam a argumentação que será protocolada ainda nesta tarde no fórum local.

De acordo com a procuradora Jurídica, Gisele Spies Chitolina, a expectativa é de que o juiz de plantão analise o mais rápido possível o pedido do Município. “Ainda são milhares de pessoas sem o fornecimento de energia elétrica em Venâncio Aires. Isso atinge diversas comunidades, principalmente no interior do municipio”.

A procuradora vai além e afirma que “a RGE vinha no início até apresentando uma previsão. Agora nem isso mais temos acesso. A ação judicial é uma medida extrema. A concessionária afirmou que o restabelecimento total pode levar até dez dias. Isso é um absurdo justamente pelas perdas que os consumidores estão sofrendo nesse período”, afirmou a procuradora.

O prefeito Jarbas da Rosa vai na mesma linha. “É inadmissível seguir sem respostas e sem uma previsão real de retorno”. Um dos documentos que irão nortear a ação civil pública é a liminar conquistada pelo município de Estrela na noite deste sábado, dia 20, junto ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

O governo de Venâncio Aires solicitará, no documento, o máximo de 24 horas (a partir da decisão) para o retorno do fornecimento de energia sob pena de multa diária por moradia. Em Estrela essa multa ficou estabelecida em R$ 500 por moradia. A ideia é solicitar, localmente, os mesmos valores.
Amvat

Acompanhe
nossas
redes sociais