A tenebrosa e bela Cascata Garganta do Diabo

Opinião

Fábio Kuhn

Fábio Kuhn

Idealizador do 365 Vezes no Vale

Coluna sobre Turismo

A tenebrosa e bela Cascata Garganta do Diabo

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Vespasiano Corrêa tem um dos destinos mais peculiares do estado: uma cascata subterrânea. Ela não é natural. Foi “construída” durante as obras da Ferrovia do Trigo com o intuito de desviar a água do arroio para baixo do trilho de trem.

O destino é acessado por uma trilha na mata com início alguns quilômetros distante do famoso Viaduto 13. Se trata de uma caminhada de aproximadamente um quilômetro até chegar no topo da cascata. Neste local, a água do riacho cai por um buraco – semelhante ao que acontece com o ralo da pia. A estrutura no entorno já evidencia a ação humana.

Ao atravessar a caverna, o aventureiro chega nesse ponto
com luz onde a água do arroio desce na “Garganta do Diabo”

Para chegar na parte baixa é preciso atravessar os trilhos de trem e seguir novamente por uma trilha na mata. O caminho termina na boca da caverna.

Os mais corajosos costumam entrar neste buraco escuro até encontrar a luz do buraco por onde desce o arroio. São cerca de 200 metros de caminhada num local com água até a canela e possibilidade de haver animais peçonhentos.

As fotos feitas na Garganta do Diabo são surreais. Vale a aventura, mas claro, sempre com muito cuidado. Dica é jamais encarar esse desafio sozinho. Se possível, contratar os guias locais com experiência para fazer a trip da forma mais segura possível.

opo da cascata fica após uma trilha com cerca de um quilômetro na mata

  • Veja AQUI o vídeo dessa aventura no Instagram

Viagem pet friendly no Vale

Como está em alta as viagens com animais de estimação, o 365 vezes no vale começa a conhecer o Vale do Taquari na companhia do Yoshi. O cão filhote foi adotado na Associação de Proteção aos Animais Arroiomeense (Apaam) e será figura constante em viagens pet friendly. Nosso primeiro destino com ele foi o Parque Nova Berlim da Forqueta, em Marques de Souza.

  • Veja AQUI o vídeo do Parque Nova Berlim da Forqueta

Repost do leitor

A Greice Francine Weber foi conhecer as belas cascatas escondidas na Canhada Funda, interior de Pouso Novo. Uma localidade que esconde um verdadeiro refúgio ecoturístico.

  • Use a #365_vezes_no_vale e compartilhe as belezas da região conosco!

@grfrancine

Acompanhe
nossas
redes sociais