Senado aprova projeto que permite reservatórios de água em APPs

MEIO AMBIENTE

Senado aprova projeto que permite reservatórios de água em APPs

Segundo o autor, Luis Carlos Heinze (PP), mudança na legislação pode auxiliar em casos de estiagem e enchente. Proposta será analisada pela Câmara dos Deputados

Por

Senado aprova projeto que permite reservatórios de água em APPs
Heinze foi o entrevistado dessa quinta-feira, 21, no Conexão Regional (Foto: Arquivo/A Hora)
Brasil

O Senador gaúcho Luis Carlos Heinze (PP) comemorou a aprovação do projeto de lei que permite a criação de reservatórios de água como açudes e barragens próximos de rios, em áreas de preservação permanente (APP). Em entrevista ao “Conexão Regional” da Rádio A Hora dessa quinta-feira,21, ele enfatizou que a proposta tem ligação com a realidade do Vale do Taquari, pois pode colaborar com os moradores ribeirinhos em caso de estiagem e enchentes.

Heinze explica que será possível coordenar o curso de água por meio dos reservatórios e impedir uma elevação tão rápida do volume ou mesmo uma redução acentuada. O modelo passou a ser trabalhado em 2012 após visitas do político ao Vale do Taquari e o projeto foi apresentado em 2019.

“Temos que fazer barragens sim! Na seca, segura água no inverno. Nas cheias também seguro e vou largando aos poucos. Ameniza e muito”, defende.

O senador ainda defendeu o desassoreamento do Rio Taquari e revelou que pretende reunir prefeitos, vereadores, entidades de classe e imprensa para pressionar o estado a alterar regras ambientais para possibilitar a criação de barragens. “O estado compra energia de fora, quanta energia podemos produzir no Rio Grande do Sul com algumas ações que estão em nosso alcance…”, projeta. O texto agora segue para análise na Câmara dos Deputados

Impostos, agronegócio e Bolsonaro
Na entrevista, Heinze também se mostrou preocupado com o agronegócio para 2024, mesmo com a cadeia seguindo como a principal fonte de receita da economia brasileira.

O progressista criticou a iniciativa do governador Eduardo Leite em aumentar o ICMS e retirar subsídios do setor produtivo gaúcho.

O senador ainda confirmou encontro com Jair Bolsonaro nessa semana, onde aposta em uma candidatura forte do ex-presidente em 2026.

Assista a entrevista completa:

Acompanhe
nossas
redes sociais