Governo de Lajeado quer construir passarela na ERS-130

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Governo de Lajeado quer construir passarela na ERS-130

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O governo de Lajeado propôs e a câmara de vereadores autorizou o Executivo municipal a “custear e executar obras na ERS-130, no trecho urbano concedido para a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR)”. E, além de realizar o já anunciado serviço de terraplanagem e preparação do solo para a pavimentação de uma via lateral entre o viaduto da Av. Benjamin Constant e o atual acesso à Av. dos Quinze, o Coordenador de Projetos Especiais da administração – e também vereador – Isidoro Fornari confirma a intenção de construir uma passarela de pedestres no “km 69+800m”, muito próximo ao trevo da BRF. “Apesar de ser uma atribuição originária da concessionária, estas são obras de vital importância para a comunidade lajeadense, visando a garantia de segurança e expansão de negócios nas vias marginais da rodovia”, sustenta o governo. Por ora, não há definição de orçamento para a obra. Mas não há dúvidas sobre a necessidade da intervenção.

Schefer e os pedintes

Vereador de Lajeado, Maquinhos Schefer (MDB) assina um instigante requerimento endereçado à Brigada Militar. Em resumo, ele pede “que não seja permitido à noite que pessoas fiquem nas sinaleiras localizadas no bairro Centro pedindo dinheiro, visto que é uma questão de segurança, pois muitos munícipes, principalmente pessoas idosas me procuram por estarem se sentindo constrangidas e com medo devido ao expressivo aumento de pessoas que ficam altas horas da noite nestes locais”.

Requalificação da Júlio empacou

Anunciada como uma das principais intervenções na área central de Lajeado, a requalificação da Rua Júlio de Castilhos não avançou em 2023. E não há muitas perspectivas para o próximo ano. A ousada proposta, capitaneada pelo ex-secretário de Planejamento e Urbanismo, Giancarlo Bervian, foi amplamente debatida com diferentes grupos civis do município, e novas sugestões surgiram após a participação do Fórum das Entidades, principalmente. “O estudo apresenta toda a repaginação urbana, tornando a via mais confortável de se transitar, mais acessível e com uma melhor mobilidade urbana”, destacou o prefeito Marcelo Caumo (PP) em março deste ano, durante a apresentação do estudo. Entretanto, nada deve avançar antes da troca da canalização do esgoto.

Ampliação do Parque Linear Engenho

Se a remodelação da Rua Júlio de Castilhos não avançou, o novo parque junto à Av. Décio Martins Costa já saiu e muito do papel. E com novidades. O governo de Lajeado protocolou e a câmara de vereadores aprovou nessa terça-feira o projeto de lei que autoriza o Executivo “a dar em pagamento uma área de terreno urbano pela execução das obras dos Setores 01 e 04 do Parque Linear Engenho”. Conforme Ata da Comissão de Avaliação de Imóveis do Município, a referida área possui 1,5 mil metros quadrados, foi avaliada em R$ 1,6 milhão, e fica na Rua Visconde de Tamandaré, “distante 76,39 metros da esquina com a Av. Piraí”, no bairro São Cristóvão. E as obras somam pouco mais de R$ 2,4 milhões.

O Vale e os japoneses

Prefeito de Estrela e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Elmar Schneider (MDB) tem encontro hoje com representantes da Agência Internacional de Cooperação do Japão (Jica). A reunião ocorre em Brasília, às 9h. Em pauta, a aproximação entre a entidade japonesa – responsável pela elaboração e, por vezes, financiamento dos projetos de contenção dos desastres naturais em Blumenau (SC) – e o Vale do Taquari. O movimento é um dos primeiros resultados pós-missão de líderes regionais em solo catarinense (foto). Aliás, a proximidade com a Jica é vista com muito bons olhos pelo governo estadual. Em entrevista ao programa Frente e Verso, na semana passada, a Secretária de Meio Ambiente do RS, Marjorie Kauffmann, também enalteceu o trabalho da referida agência de cooperação e demonstrou interesse em aproximá-la da região.

TIRO CURTO

  • Vereador em Muçum, Marcos Bastiani (PSDB) deve ser o próximo presidente da Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (Avat). Mas ele não deve ficar à frente da entidade durante todo o período. Há possibilidade dele “dividir” a gestão com a vereadora Vanessa Ahne, de Travesseiro.
  • Após anunciar concurso público para contratar um Agente da Defesa Civil (DC), o governo de Estrela retomou o debate sobre a compra de equipamentos para a DC. E, entre as prováveis aquisições, um jet ski.
  • Em Taquari, o vereador Leandro Mariante (PT) parece ter arranjado outra inimizade dentro do PT. Após embates com Felipe Reis (que trocou a sigla pelo Podemos), ele vivenciou momento de tensão com Luciano Maria (PT) na sessão dessa terça-feira. E a causa envolve o projeto de concessão de incentivos à uma empresa de pneus, que projeta instalar um centro de distribuição na cidade.
  • Presidente da câmara de Encantado, Sander Bertozzi (PP) prestou contas na sessão passada. E destacou as sete sessões itinerantes em 2023. Na próxima terça-feira, ocorre eleição da nova Mesa Diretora. E a “briga” pela presidência está entre Cris Costa (PSDB) e Sandra Buffon (PSDB).
  • Em Lajeado, o vereador Lorival Silveira (PP) volta a solicitar medidas para mitigar os riscos no entroncamento entre a Rua Sabiá e a Av. Alberto Müller. E faz todo sentido. O que não faz sentido é a inércia do Departamento de Trânsito para tal.
  • A Comissão de Obras e Serviços Públicos da câmara de Lajeado se reúne hoje com representantes do Sincovat, Sindilojas, Sinduscon/VT e Seavat para discutir um novo modelo para o estacionamento rotativo. O encontro será realizado no plenário, a partir das 9h.
  • Leine Werner assume chefia de gabinete na Prefeitura de Encantado. A presidente da Associação Cultural do município assume no lugar de José Caetano Turatti Ost.

Acompanhe
nossas
redes sociais