Ciclismo e litoral – alguns cuidados são primordiais para conforto e segurança do ciclista

Opinião

Paulo Gustavo Sehn

Paulo Gustavo Sehn

Ciclismo e litoral – alguns cuidados são primordiais para conforto e segurança do ciclista

Por

Com a chegada das férias, o litoral acaba se tornando um dos principais destinos de milhares de famílias para curtir e se deliciar com o verão. Porém, alguns cuidados são primordiais para que nenhum contratempo estrague nossos planos.

A atenção redobrada deve iniciar já no transporte da bicicleta junto ao carro, para a praia. Os modelos mais utilizados de transbike são os tipo calha (de teto), os suportes presos na mala do carro e os de engate.

Os transbike de teto, de boa qualidade, são super seguros. Particularmente utilizo este modelo e transporto três bicicletas em cima do carro. Alguns cuidados essenciais para o transbike de teto: verificar a pressão dos suportes junto ao quadro da bike, principalmente se a bicicleta for de carbono que, no caso, não pode ser muito pressionado. Prender bem as cintas nos aros da bicicleta junto da calha é de suma importância. Escapar a roda da calha pode provocar o desengate dos suportes do quadro da bicicleta e uma consequente queda. Importante também utilizar um cordão adicional que faça uma leve pressão na(s) bicicleta(s) sempre para o centro do carro, evitando que, em caso de algum contratempo no transbike, a bicicleta caia para o meio do carro (e se tiver outra bicicleta ao lado uma se apoie na outra) e não caia para fora do carro, na rodovia, no caso. Dois detalhes adicionais são importantes: verificar se os parafusos que prendem a calha no rack do carro estão bem firmes e, se possível, uma parada no decorrer da viagem para verificar se as bicicletas permanecem bem acomodadas. Um detalhe: lembre-se constantemente que há bicicletas em cima do carro, para que não ocorra nenhum acidente caso fores acessar alguma garagem ou local mais baixo que a bike!

Outro modelo muito utilizado é o suporte de mala. Este modelo é praticamente universal e é preso no veículo por duas cintas, no porta malas do veículo. Pode acomodar uma, duas ou até três bicicletas. O que não recomenda-se, dado o peso que elas fazem no suporte e este na tampa do porta malas. Alguns cuidados que este modelo exige, principalmente em caso de muita trepidação, é a verificação mais frequente se o mesmo encontra-se firme e bem preso pelas cintas. A bicicleta, deverá estar bem presa no suporte. Mesmo assim, cuidado para a mesma não ficar muito próxima do solo, pois se o pneu dela bater no chão com o trabalhar da suspensão do veículo, irá desacomodá-la do suporte e uma queda será iminente. Muita atenção com este modelo, em relação à obstrução da iluminação do veículo, da placa, e dos excessos laterais – não só pelas infrações mas para a sua segurança. Em alguns casos, os ciclistas preferem desencaixar um ou os dois pneus da bicicleta para evitar essas situações.

Mais um modelo muito utilizado é o de engate. Como o nome sugere, é necessário ter um engate de reboque no veículo para fixar o transbike. Estes modelos são extremamente seguros, semelhantes aos de mala, mas exigem uma placa adicional no veículo para identificá-lo, pois obstruem a placa traseira do veículo e, eles vêm com sua própria iluminação, o que exige que o “chicote” do reboque do seu veículo esteja testado e em perfeito funcionamento. A maioria dos transbike de engate possuem na parte inferior uma calha para apoiar as bicicletas. Alguns ainda são parecidos com os de mala, com as bikes presas pelo tubo superior em um suporte.

Já no litoral, alguns cuidados que o ambiente exige dizem respeito, principalmente à lubrificação das peças de movimento. Andar na beira do mar não é uma boa pedida. As partículas de areia provocam um desgaste excessivo dos componentes, principalmente a relação. Uma limpeza com produto específico para tal, logo após o pedal no litoral é fundamental para preservar as peças. Mantenha-as sempre lubrificadas e limpas, ou seja, sem areia. Além disso, não esqueça de uma boa revisão nas bicicletas antes e depois das férias, bem como roupas apropriadas para o ciclismo, capacete, luvas, óculos de proteção, iluminação, protetor solar e uma boa hidratação! Boas férias, no pedal!

 

Acompanhe
nossas
redes sociais