Lajeado recebe encerramento do Campeonato Pirelli

Veloterra

Lajeado recebe encerramento do Campeonato Pirelli

Competição conheceu e premiou os destaques da temporada 2023

Por

Lajeado recebe encerramento do Campeonato Pirelli
Neste ano, a competição teve nove etapas e pilotos disputando o título em 23 categorias - foto: Gustavo Sebold Fotografia

No último domingo, 17, Lajeado foi palco de um desfecho emocionante do Campeonato Pirelli de Veloterra. Sob um calor escaldante, com mais de 50°C de sensação térmica, os pilotos não se deixaram intimidar, entregando performances incríveis e decidindo o destino final do campeonato.

As disputas acirradas em cada bateria levaram a um encerramento eletrizante do ciclo do Campeonato Pirelli de Veloterra em 2023. A equipe da André Produções e Eventos, responsável pela organização, destaca que ao longo de nove etapas, pilotos e equipes compartilharam emoções intensas, vibraram, torceram e celebraram em diferentes localidades.

“Sem vocês, nada disso seria possível”, destaca André Tramontini, responsável pela equipe da André Produções e Eventos, reconhecendo a importância do apoio e envolvimento de todos os participantes.

Neste ano, a competição teve nove etapas. Elas foram disputadas em Estrela, Encantado, Protásio Alves, Lajeado, duas vezes, Pareci Novo, Montenegro, Anta Gorda e Serafina Corrêa.

Os campeões foram parabenizados, enquanto aqueles que ficaram próximos da glória foram lembrados de que o simples ato de tentar, persistir e lutar até o fim os torna igualmente campeões. Com os olhos já voltados para 2024, a próxima temporada oferece a oportunidade de conquistar o lugar mais alto do pódio e se tornar um novo campeão. “Lembre-se sempre, para os fracos, uma simples queda é motivo para desistir. Para os fortes, uma queda é motivo para tentar de novo”, ressaltou Tramontini, incentivando a determinação e a resiliência.

Campeões

55cc “A” – Enzo Wiebelling (Lajeado)
55cc “B” – Anthony Dalberto (Encantado)
65cc – Yan Garcia (Porto Alegre)
Feminina – Maíra Carneiro (Ibirapuitã)
Junior Nacional – Gabriel Freitas (Marau)
Junior Importada – João Vitor Lanzarin (Serafina Corrêa)
Promocional até 200cc – Arthur Focknik (Santa Cruz do Sul)
Nacional até 230cc livre – Arthur Focknik (Santa Cruz do Sul)
Nacional 250cc estreantes – Guilherme Freitas (Marau)
Intermediaria Nacional – Gustavo Deufel (Vera Cruz)
Nacional 250cc pró – Mesquesedeque Tavares (Nova Prata)
Novatos Nacional – Fernando Wagner (Marau)
Nacional 4 tempos – Fernando Wagner (Marau)
Nacional Força Livre – Fernando Wagner (Marau)
VX3 Nacional – Heitor Hein (Marau)
VX4 Nacional – Elisandro Imperatori (Lajeado)
VX3 Importada – Geovani Matiello (Veranópolis)
VX4 Importada – Alexandre Imperatori (Lajeado)
Estreantes Importada – Luan Durante (Nova Bassano)
Intermediária VX2 – Henrique Perini (Farroupilha)
Intermediária VX1 – Geovani Matiello (Veranópolis)
VX2 Intermediária – Sérgio Moraes (Santa Cruz do Sul)
VX1 Força Livre – Sérgio Moraes (Santa Cruz do Sul)

Acompanhe
nossas
redes sociais