Comitiva visita obras de acesso à futura balsa no Rio Taquari

Guaporé

Comitiva visita obras de acesso à futura balsa no Rio Taquari

Travessia entre São Valentim do Sul e Santa Tereza, via alternativa até a construção da ponte na ERS-431, deve ter início em 10 de janeiro

Por

Comitiva visita obras de acesso à futura balsa no Rio Taquari
Comitiva que visitou as obras era formada por chefes dos Poderes Executivo. (Foto: Divulgação)
Guaporé
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Sem passagem desde o dia 4 de setembro, quando a cheia do Rio Taquari, arrastou e destruiu a ponte da rodovia ERS-431 entre os municípios de São Valentim do Sul e Santa Tereza, moradores e populares que utilizam a rota estão ansiosos para que a travessia seja reestabelecida. De forma provisória e com muita pressão das autoridades, a balsa deverá entrar em funcionamento na primeira quinzena do mês de janeiro de 2024. Para verificar o andamento das obras das estradas de acesso, uma comitiva formada por Chefes dos Poderes Executivo, incluindo o prefeito Valdir Carlos Fabris, de Guaporé, esteve visitando os trabalhos.

As obras estão adiantadas e, em breve, estarão concluídas e a espera da estrutura que devolverá a mobilidade e trafegabilidade para a população finalizada. O prefeito Fabris, que atravessou o rio Taquari juntamente com outras autoridades em um bote do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), salientou que aproximadamente 2,5 mil veículos passavam por dia no local. assim que a balsa estiver em pleno funcionamento, a expectativa é que a economia da região volte a ser movimentada gradativamente.

“A balsa não é a solução. É uma forma paliativa encontrada para encurtar distâncias até que se faça a construção da nova ponte. Após a queda e a interrupção da trafegabilidade, há dificuldades de transporte de cargas e pessoas. A economia das cidades ficou prejudicada. Assim que ela estiver em funcionamento, se calcularmos metade dos veículos deslocando-se novamente pela região, a economia será movimentada”, afirmou o prefeito.

Conforme Fabris, a estrutura da balsa, da empresa Lacel Construção e Apoio Naval, de São Jerônimo, deverá chegar no dia 2 de janeiro. Posteriormente haverá a montagem e o início da operação está previsto para o dia 10. A balsa, com mais de 400 metros quadrados e capacidade de carga igual ou superior a 200 toneladas, será instalada a aproximadamente 200 metros de distância de onde estava localizada a ponte sobre a ERS-431, sendo o vão navegável estimado em 145 metros. A duração da travessia, que será custeada pelos usuários com o pagamento da tarifa no valor referência de R$ 9,63 para veículos de passeio, deve ficar entre 5 a 10 minutos.

Acompanhe
nossas
redes sociais