O que fica da Languiru

Opinião

Felipe Neitzke

Felipe Neitzke

Coluna aborda os destaques relacionados ao agronegócio

O que fica da Languiru

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A reestruturação da Languiru avança e revela uma nova cooperativa bem menor do que já foi há um ano. Um dos números que chama a atenção é a dos funcionários. O quadro de trabalhadores da companhia encolheu quase 80%. Dos 3,4 mil profissionais, restam pouco mais de 800. A cooperativa que também atuava em diferentes segmentos já se desfez da maioria. Ao encontro de um novo ponto de sustentabilidade do negócio, o grupo à frente da Languiru projeta manter lojas Agrocenter (bazar e insumos), leite, rações, grãos e aves. Ainda assim, no caso da cadeia leiteira, deve manter parceria com a multinacional Lactalis. No caso das aves, a negociação é com a JBS. Aliás, a subsidiária Seara deve concluir a compra do frigorífico de suínos da cooperativa em até 90 dias. Uma das apostas está na fábrica de rações e comercialização de grãos. A estrutura atual permite a secagem de 800 toneladas/dia.

Registro de agrotóxicos

O Senado aprovou nesta semana projeto que altera critérios para o registro de agrotóxicos. Com as novas normas, caberá ao Ministério da Agricultura registrar os produtos no país. O Ministério do Meio Ambiente ficará com a tarefa de coordenar os registros de produtos de controle ambiental. A pasta da Saúde irá apoiar tecnicamente os processos. Na proposta da Câmara dos Deputados, o poder decisório ficava restrito à Agricultura. Agora vai a sanção.

Investigação na Piá

A cooperativa Piá, com sede em Nova Petrópolis, foi alvo de operação da Polícia Federal. Filho de ex-presidente é investigado por gerar prejuízo de R$ 300 mil. Além dos mandados de busca e apreensão, o judiciário determinou o sequestro de bens e valores que totalizam R$ 15 milhões. Intenção é preservar o patrimônio enquanto seguem as investigações. Segundo apurado pela polícia, um grupo de pessoas que desempenhava funções na cooperativa, muitas deles com ligação familiar, recebiam valores vantajosos. A venda de parte da frota para empresa ligada ao filho de ex-presidente, por valores muito abaixo do mercado, também teria gerado prejuízo milionário à Piá.

Morangos em substrato

O Centro de Treinamento de Agricultores de Teutônia (Certa) formou mais uma turma de produtores no cultivo de morangos em substrato. As atividades auxiliam a Emater/RS-Ascar na qualificação dos produtores e iniciativas pela diversificação das propriedades. Durante o ano, passaram pelo Certa, 345 cursistas em aulas presenciais e de Ensino a Distância (EAD). Para 2024, esta e outras capacitações, como a de dietas para vacas leiteiras, de boas práticas de fabricação e de empreendedorismo para a juventude rural, estão previstas.

Habitação rural

Reunião entre Fetag/RS e equipe do governo gaúcho tratou sobre contrapartida para moradias em áreas rurais atingidas pela enchente do Rio Taquari. A expectativa é que o Estado repasse R$ 25 mil para cada família habilitada no programa do governo federal para construção da moradia (mão de obra). Por meio dos sindicatos rurais das cidades mais atingidas, foram encaminhados pedidos para 106 novas casas e 10 reformas. Os projetos ainda dependem de aprovação.

Acompanhe
nossas
redes sociais