Projeto lança 213 poesias

CULTURA E EDUCAÇÃO

Projeto lança 213 poesias

Iniciativa do Rotary Club de Lajeado-Engenho, o livro Os Jovens Poetas de Lajeado é apresentado hoje, com a participação de 37 escolas

Por

Projeto lança 213 poesias
(Foto: BIANCA MALLMANN)
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Mais de 250 alunos da rede pública e privada da cidade se tornaram jovens poetas na noite desta quinta-feira, 23. Iniciativa do Rotary Clube de Lajeado-Engenho, com apoio cultural do Grupo A Hora, o projeto Os Jovens Poetas de Lajeado chega à 28ª edição, com o objetivo de fortalecer a literatura.

O lançamento ocorre no auditório do prédio 7 da Univates. No total, 37 escolas participam, com poemas e desenhos publicados.

Coordenador do projeto neste ano, Jorge Luis da Cunha destaca que o tema é livre e a ideia é que o gênero seja debatido nas escolas. O objetivo é também estimular as expressões artísticas entre os estudantes.

“Hoje, verificamos que as memórias que os primeiros participantes do projeto, há quase 30 anos, têm de sua participação, sublinha a grande importância gramatical, educacional e o respeito à diversidade nessa experiência”, reforça.

Livro é lançado no auditório da Univates na noite desta quinta-feira, 23, com participação de 37 escolas de Lajeado. (Foto: BIANCA MALLMANN)

Nesta edição, a obra é dedicada ao diretor do Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat), Rodrigo Maurício Ulrich, pela dedicação em prol da Educação e incentivo à literatura em Lajeado e no Vale do Taquari. O evento de lançamento dos livros conta também com a apresentação do coral e orquestra do Ceat.

A edição ainda é marcada pelo prefácio escrito por Airto Francisco Gomes, e pela capa desenvolvida por Andréia Vanice do Amaral.

Sobre o projeto

Desde a primeira edição, mais de 5 mil alunos já participaram do projeto. Os últimos anos contaram com cerca de 200 poesias e mais de 30 escolas participantes a cada publicação.

Entre as instituições participantes da obra ao longo dos anos, está a Educação de Jovens e Adultos (EJA), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Presídio Estadual de Lajeado, além das escolas particulares, municipais e estaduais do município.

A iniciativa foi criada em 1995, pelo rotariano Reni Nunes Machado. Na apresentação do livro deste ano, o presidente do Rotary, Antônio Rodrigues de Oliveira destaca o empenho dos integrantes do clube no desenvolvimento do projeto.

Além disso, ressalta a importância da parceria com as escolas. “Sabemos da riqueza da escola como espaço de estímulo, imaginação, criação e esperança para as novas gerações”, diz.

Entre os escritores está Helena Hoppe, 12, estudante do 7° ano do ensino fundamental da EMEF Nova Viena. A criatividade fez surgir o poema chamado Maturidade. “Estava no meu quarto quando tive a ideia. Pensei o que significa a maturidade na adolescência”.

Segundo ela, buscou inspiração com as amigas. “São minha inspiração e estão sempre comigo, e também busquei ideias em filmes e séries. Estou muito feliz pela conquista. Primeira vez que um texto meu é publicado em um livro. Me dediquei bastante”, comemora a estudante Helena.

Acompanhe
nossas
redes sociais