Lajeado e APAE ampliam atendimentos no município

PARCERIA NA SAÚDE

Lajeado e APAE ampliam atendimentos no município

Convênio aumentará o número de vagas e oferta de serviços, exclusivo para moradores da cidade

Por

Lajeado e APAE ampliam atendimentos no município
Créditos: Francini Ledur/Divulgação
Lajeado

Prefeitura de Lajeado e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) assinaram nesta segunda-feira, 6, convênio que ampliará a prestação de serviços de saúde para pessoas com deficiência intelectual múltipla e autismo de Lajeado. A APAE já oferece serviço especializado para pessoas com deficiência de toda a região. Agora, com o novo contrato, aumentará o número de vagas e a oferta de atendimento, exclusivamente para moradores aqui do município, em um novo endereço.

O projeto funcionará no Garden Open Mall, conjunto comercial localizado na BR-386, número 2.220.

Participaram do ato de assinatura o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, a vice-prefeita, Gláucia Schumacher, o presidente da APAE Lajeado, Marco Antônio Moresco, a vice-presidente da APAE, Ana Cecília Togni, o secretário municipal da Saúde, Cláudio André Klein, e a diretora da APAE, Ana Paula Rech.

“Estamos dando um grande passo nos atendimentos de pessoas por meio de uma nova parceria com uma entidade especializada neste tipo de trabalho. Queremos que estas pessoas possam se desenvolver da melhor forma, com o auxílio de especialistas, e assim possam atingir o seu potencial”, disse o prefeito Caumo.

O projeto prevê avaliação e atendimento clínico, e o valor a ser repassado pela Prefeitura para o período inicial de 36 meses será de R$ 2.574.688,36.

Pelo convênio, serão cerca de 480 atendimentos mensais a serem feitos pela entidade apenas para moradores de Lajeado. O serviço contará com profissionais das áreas de Psicologia, Fonoaudiologia e Psicopedagogia. O trabalho deverá iniciar em até 90 dias após a assinatura do contrato, e depois os pagamentos serão feitos mensalmente pelo município.

O encaminhamento para os atendimentos será feito por meio da Secretaria Municipal da Saúde. A pessoa com deficiência deverá passar pelo atendimento da rede básica de saúde (postos de saúde) para depois ser encaminhada ao atendimento especializado. No local, ela fará a avaliação cognitiva para elaboração do laudo e do plano terapêutico para então passar a receber os atendimentos especializados nas áreas necessárias, conforme critérios já estabelecidos pela entidade.

Acompanhe
nossas
redes sociais