O “não” de um dentista transformou a vida profissional de Jeferson Rabaiolli

Made In Encantado

O “não” de um dentista transformou a vida profissional de Jeferson Rabaiolli

Com mais de 30 anos de experiência, ele lidera a Rabaiolli Centro Integrado de Odontologia

Por

Atualizado quinta-feira,
30 de Outubro de 2023 às 16:28

O “não” de um dentista transformou a vida profissional de Jeferson Rabaiolli
Quando criança, Jeferson já ajudava os pais no atendimento no mercado (Foto: Matheus Laste)
Encantado

“Tive a sorte de ter uma equipe sempre eficiente, leal e que incorporou a filosofia da clínica, de entender que o bom atendimento ao cliente é primordial”. A afirmação é do cirurgião-dentista Jeferson Luiz Rabaiolli, 54, fundador da Rabaiolli Centro Integrado de Odontologia, empresa com 28 anos de atividades, instalada no bairro Planalto, em Encantado.

Desde o início, em 1995, são cerca de 8 mil pacientes cadastrados, a maioria oriunda de cidades do Vale do Taquari. A equipe conta com diversos profissionais, desde odontólogos, protético, enfermeira, auxiliar e recepcionista. “Nosso trabalho está alicerçado em quatro pilares: autotransformação, equipe, aceitação do novo e atendimento ao cliente”, explica Jeferson, orgulhoso por contar com parceiros fiéis. “Temos colegas de longa data na equipe. Valorizamos as pessoas que se entregam e fazem o cotidiano da clínica mais qualificado. Não há mais espaço para brutamontes ou pessoas insensíveis”, alerta o marido de Carla e pai de Cecília, 20, e Isabella, 18.

Jeferson é encantadense e tem seis irmãos. Quando criança já auxiliava os pais – que em 1967 deixaram Putinga para morar em Encantado – no armazém de secos e molhados, estabelecimento que atendia na esquina da Avenida Antônio de Conto, próximo à rótula.”Me criei atrás do balcão, atendendo os clientes. Aprendi muito com o balcão, pois me fez entender como as pessoas são diferentes. A forma de ser da clínica que administro hoje começou ali”, conta o profissional, que estudou nos colégios Érico Veríssimo e Scalabrini antes de aceitar o convite de um amigo, Dagoberto Pinheiro, para dividir apartamento e cursar Engenharia Civil, na PUC, em Porto Alegre. “Estudei três semestres e não me sentia engenheiro”, revela Jeferson, que decidiu mudar para a odontologia após uma tentativa frustrada de consulta com um dentista de Encantado. “Aproveitei uma volta para casa e fui tentar fazer uma revisão nos meus dentes, mas o profissional se negou, disse que não tinha tempo para me atender. Aquilo mexeu comigo”, lembra.

Em 1989, ele foi aprovado na UFRGS e, logo após a formatura, começou a atender em Putinga, no consultório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Mais tarde, ampliou as parcerias com outros sindicatos da região até que, em 1995, resolveu abrir o consultório próprio na cidade natal. Por sugestão do pai, o local escolhido foi a sala onde funcionava o antigo mercado da família.

Em 2015, Jeferson investiu na construção do novo prédio, no terreno ao lado. “Planejamos uma clínica com a nossa cara, mais contemporânea, com um projeto adequado aos novos conceitos”, afirma. E aqui, duas coincidências. Tanto o primeiro atendimento no antigo consultório, quanto o realizado na nova clínica, foram feitos no dia 7 de setembro, e para pacientes de urgência.

Jeferson olha para o futuro com otimismo e com a certeza que a evolução da clínica passa por investimentos em comportamento e tecnologia. “Estamos há 9 anos praticando odontologia digital. Esse é um exemplo que talvez explique porque o paciente decide ficar com a gente. Ele se sente amigo, acolhido. Ele sabe que tem o amparo da tecnologia por trás das decisões clínicas”, afirma.

“Assista ao vídeo”

Acompanhe
nossas
redes sociais