Pais cobram providencias após ameaça na escola Porto Novo, em Lajeado

SEGURANÇA NA ESCOLA

Pais cobram providencias após ameaça na escola Porto Novo, em Lajeado

Homem invadiu colégio, intimidou crianças e professores na segunda-feira. Ato de fúria aconteceu depois de filho se machucar enquanto brincava na área externa com outros meninos

Por

Atualizado terça-feira,
22 de Agosto de 2023 às 20:11

Pais cobram providencias após ameaça na escola Porto Novo, em Lajeado
Pais registram ocorrência na DPPA (Foto: Filipe Faleiro)
Lajeado

Pais de alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Porto Novo, no bairro Carneiros, cobram medidas de segurança. Na noite desta terça-feira, 22, se reuniram na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para registrar um caso de ameaça a crianças e professores.

O fato aconteceu por volta das 15h desta segunda-feira, 21. Depois de ser informado que seu filho de 6 anos sofreu ferimento com graveto, enquanto brincava na área externa com outros meninos, um homem invadiu o colégio.

Conforme relato de um dos pais, Cristian Hauenstein, o indivíduo mandou a professora “calar a boca” e as “crianças ficaram desesperadas”. “Ele falou que se alguém mexesse com o filho iriam se ver com ele. Foi a base dos gritos.”

Devido ao ato de fúria, alguns alunos não foram na aula nesta terça. Em outros casos, os pais precisaram levá-los à escola, invés de ir de van. São cerca de 25 crianças na turma do 1º ano do Ensino Fundamental.

Depois disso, já na tarde desta terça-feira, 22, um grupo de pais foi até a DPPA registrar uma ocorrência contra o sujeito. Como um outro caso estava em atendimento, retomaram a mobilização à noite. Para os pais, a reação foi excessiva e uma atitude covarde. “Isso gera uma indignação para gente. O filho dele ter se machucado não dá o direto de gritar com crianças.”

A direção da escola também denunciou o caso à polícia. Conforme a secretária de Educação de Lajeado, Adriana Vettorello, o pai que invadiu a escola foi convocado, junto à mãe da criança ferida, para uma conversa na sede da pasta. Foi feita uma reunião extraordinária do conselho escolar.

Nesta quarta-feira, 23, deve ocorrer encontro do conselho da secretaria com os pais da turma envolvida. A secretária também agendou reunião do comitê de segurança para as 7h30min, no gabinete do prefeito Marcelo Caumo.

“Não posso tirar o direito dos pais de fazer um registro ou um movimento em frente à DP. Mas todos os encaminhamentos necessários foram feitos”, afirma. Ainda segundo Adriana, as aulas continuam normalmente e uma atividade de integração para tranquilizar as crianças está programa.

Acompanhe
nossas
redes sociais