3ª CRE emite nota sobre agressão no Castelinho, em Lajeado

Coordenadoria de Educação

3ª CRE emite nota sobre agressão no Castelinho, em Lajeado

Na noite de segunda-feira, 21, uma professora foi atingida por golpes de capacete desferidos pela mãe de uma aluna

Por

3ª CRE emite nota sobre agressão no Castelinho, em Lajeado
Foto: Arquivo A Hora
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A 3ª Coordenadoria Regional de Educação (3ª CRE) emitiu uma nota sobre o caso de agressão registrado Colégio Castelo Branco, em Lajeado, na noite de segunda-feira, 21. Uma professora foi atingida por golpes de capacete desferidos pela mãe de uma aluna, quando saída da escola.

Confira na íntegra

Sobre o caso ocorrido no Colégio Estadual Presidente Castelo Branco, de Lajeado, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) informa que a equipe diretiva acionou imediatamente a Brigada Militar e a Polícia Civil para o registro da ocorrência. A responsável pelas agressões também foi encaminhada pelas forças de segurança para os devidos esclarecimentos.

O atendimento à docente está sendo priorizado neste momento com atendimento psicológico e suas condições físicas e psicossociais serão avaliadas para que ocorra o seu retorno à sala de aula.

O trabalho preventivo contra a violência também ocorre de forma articulada com as Coordenadorias Regionais de Educação (CRE), com as equipes diretivas, professores e demais membros da comunidade escolar de cada região.

Também há, nas escolas estaduais, as CIPAVEs (Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar), que trabalham em parceria com as demais secretarias de governo, com atividades de conscientização e orientação.

Ainda sobre o caso ocorrido no Colégio Estadual Presidente Castelo Branco, de Lajeado, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) reitera que a 3ª Coordenadoria regional de Educação (CRE) já solicitou o reforço de policiamento à Brigada Militar para reforçar a segurança no entorno da instituição de ensino.

A equipe diretiva da escola também já organizou, para esta quinta-feira (24), uma ação do Programa Cipave+ na escola, onde estarão presentes alunos, professores e representantes das forças de segurança. Na próxima semana, de forma complementar, ocorrerá um novo encontro com a presença de pais e responsáveis dos estudantes com representantes do Ministério Público. A iniciativa visa prevenir casos de violência escolar a partir de um grande diálogo com a comunidade escolar.

Acompanhe
nossas
redes sociais