Plataformas logísticas multimodais

Opinião

Carlos Martini

Carlos Martini

Colunista

Plataformas logísticas multimodais

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Já faz algum tempinho que estudos muito apurados sobre esse complexo e relevante assunto foram realizados, tanto em nível regional, estadual, nacional e até internacional.

Dali pra frente, ninguém precisou reinventar a roda, era só seguir adiante.

Destaque principal era (e ainda é) a óbvia área metropolitana de Porto Alegre, cada vez mais complicada, mais custosa e progressivamente menos relevante no cenário futuro da logística.

E as demais? Pela ordem: destaques para os ¨eixos¨ Caxias/Bento Farroupilha, Lajeado/Estrela/Santa Cruz, Pelotas/Rio Grande, Erechim/Passo Fundo, Santa Maria, e outras de menor relevância.

Cursos profissionalizantes

Qual é o amanhã que virá no por do sol de hoje? Quais as reais perspectivas que surgem no horizonte? Inclusive para os recursos humanos locais?

É na Informática? Automação industrial? Logística de transportes? Mestres de construção civil? Marceneiros ou mecânicos qualificados? Alambrador ou roçador de mato?

Todo o conhecimento útil e necessário tem seu valor, independente de diplomas.

KKKKK….

Festival de Humor em Progresso! Boa ideia, tomara que cresça e apareça, como o Festival da Mentira.
Vou conferir.

Cine Brasil apresenta

Imperador Togado Atropelando Tudo (duplo com) Desse Jeito Não Vai Ter Jeito.

Olhando correr o rio…

…fico lembrando de provas de motonáutica, que lotavam as barrancas do Taquari. Que fim levaram? O Clube Delta reunia boa parte da elite gaúcha de competidores, eu era um mero aprendiz, com um “casquinho” de 35 HPs.

E que fim levou a prática de sky aquático por aqui. Uma delícia, que também sumiu do mapa. E nisso eu até era bom e deslizava bem, pelo menos até que as pernas aguentassem o tranco.

CORNETA ELEVADA

Essa travessia elevada sobre a BR-386, projetada pela CCR nas imediações da fábrica de rações da Languiru e da Run More, vai abrir um novo acesso à RSC-453, a Rota do Sol.

Obra importante, que vai desafogar o “gargalo” atual, que é muito perigoso mesmo e já foi palco de vários acidentes.

Em tempo: corneta é o tipo de acesso que será implantado no local, bem entendido.

TIRO E CAÇA

Mas que mania! Certos grupos ideológicos parece que não perdem o vício de mirar com o olho errado. Como diz o meu Cumpádi Belarmino: que coisa de lôco, aparentam mirar nos galos, mas acertam sempre nas galinhas, parece que é um jogo de faz de conta! Endurecem pro lado certo e amolecem pro lado errado, negócio meio estranho…

O Cumpádi acha que isso é até proposital, mas apesar de bem vivenciado ele tá meio velho e tem que dar um desconto.

De minha parte não vou nem falar dos respeitáveis ¨CACs¨ de hoje e de seus respectivos associados, que precisam passar por uma triagem prévia muito seletiva, vou só lembrar dos já quase centenários clubes de Tiro e Caça, das Schütenzfest, Tiros de Guerra e centenas de quartéis de muitas e diferenciadas querências. Saiu algum bandido dali? Talvez. Nenhum está livre disso. Mas é uma raridade e no momento não lembro de nenhum.

SAIDEIRA

Conversa da nona com o nôno:
– Faz meses que tu não me procura mais…
– Mas tu também não se esconde…

Acompanhe
nossas
redes sociais