Trem dos Vales projeta injetar R$ 12 milhões na economia regional

VALE DO TAQUARI

Trem dos Vales projeta injetar R$ 12 milhões na economia regional

Temporada 2023 de passeios começou neste fim de semana com expectativa de atrair mais de 45 mil turistas até dezembro

Por

Atualizado sábado,
12 de Agosto de 2023 às 10:19

Trem dos Vales projeta injetar R$ 12 milhões na economia regional
Locomotiva cruza 23 túneis e 15 viadutos pelos municípios de Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé (Foto: Divulgação)
Vale do Taquari

A quinta temporada do Trem dos Vales começou neste sábado, 12, com o passeio entre os municípios de Guaporé e Muçum. A saída da estação ferroviária guaporense ocorreu às 9h. O percurso de 46 quilômetros passa também pelos municípios de Dois Lajeados e Vespasiano Corrêa e a duração da viagem é de duas horas e meia. Às 14h30min, o roteiro inverte, com partida de Muçum. A locomotiva atravessa 23 túneis e 15 viadutos, entre eles, o V13, considerado o maior da América do Sul.

Até dezembro estão programados 92 passeios, sempre aos finais de semana, nos feriados e em outras datas específicas. São esperados 45 mil turistas, quase 11 mil a mais do que o ano passado. Até esta semana foram comercializados mais de 33 mil bilhetes, número que representa 75% do total disponível. Conforme os organizadores, entre os passageiros que já garantiram um lugar nos vagões estão turistas de São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Acre, Mato Grosso do Sul e Ceará. A maioria dos passageiros confirmados para os primeiros passeios, porém, é oriunda de cidades do Rio Grande do Sul.

A expressiva movimentação de turistas atraídos pelo Trem dos Vales também aquece a economia da região. Conforme estimativa da organização, cerca de R$ 12 milhões circularão pelos estabelecimentos no segundo semestre, 20% a mais em relação ao ano passado. Mais de 350 empreendimentos são beneficiados diretamente, entre restaurantes, pousadas, hotéis, padarias, postos de combustível, agências de viagens, farmácias, empresas de ônibus, parques, agroindústrias familiares e vinícolas.

Passageiros contemplam vistas deslumbrantes do Vale do Taquari durante o passeio (Foto: Fábio Kuhn)

Municípios investem em infraestrutura

Os municípios envolvidos diretamente com o passeio de trem apostam em novos investimentos e projetos. O prefeito de Muçum, Mateus Trojan, observa que o Trem dos Vales tem proporcionado um crescimento gradativo na geração de renda e prestação de serviços ao longo das edições, sobretudo, nos serviços de gastronomia, hoteleria e venda de produtos locais. “Vivemos um momento positivo. Atrelado a outros produtos turísticos e à divulgação do Rosário da Proteção, o impulsionamento do setor tem gerado novos investimentos e expansão de outros existentes”, afirma.

Nesse contexto, o município se estrutura para receber os visitantes, principalmente, no entorno da Estação Ferroviária. Desde o ano passado, o governo local investiu em melhorias, como a pavimentação do acesso principal, do pátio e das calçadas, nova iluminação pública, lixeiras, paisagismo e reforma dos banheiros. A parceria com o Sicredi Região dos Vales também possibilitou a instalação de um bebedor de água quente e fria. “Estamos convictos de que esses investimentos melhoram e qualificam o espaço turístico e também fortalecem uma área de lazer permanente para a nossa população”, acrescenta Trojan.

Para o secretário de Turismo de Guaporé, Odacir Toldi, o Trem dos Vales proporciona o crescimento de empresas e o surgimento de novos negócios. “É muito importante para o desenvolvimento econômico do Vale do Taquari, que é uma região rica. A movimentação de pessoas gera grandes resultados. Toda vez que você sai de casa, a economia aquece”, observa.

Estabelecimentos lotados

A Casa Brandão, localizada na Linha Santa Lúcia, interior do Muçum, é um dos espaços gastronômicos que registra aumento considerável no número de clientes aos sábados e domingos. Especializada em servir café colonial durante o ano, o cardápio é adaptado para buffet de comida italiana nos meses em que ocorrem os passeios de trem. “Em média, nos outros meses, a Casa recebe 80 pessoas por dia. Agora há datas que estamos com as reservas esgotadas, com a garantia de atender uma média de 250 clientes, a maioria deles passageiros do trem”, comenta o proprietário Marciano Brandão, que também destaca o aumento no número de colaboradores, que salta de quatro para até 20 funcionários.

O proprietário do Hotel Marchetti de Muçum, Tiago Marchetti, argumenta que o Trem dos Vales muda o cenário econômico. “Não só na receita do nosso hotel, como na maioria do comércio da cidade. É fundamental que o passeio fique em definitivo, pois vai impulsionar o cenário econômico da região”, afirma o empresário, que percebe um aumento significativo de novos hóspedes em cada temporada. O hotel localizado no centro da Princesa das Pontes conta com 20 acomodações.

Permanência do turista na região

A temporada do Trem dos Vales oportuniza às agências de turismo incluir outros atrativos no pacote que é comercializado. Conforme a diretora comercial da RS Turismo, Paola Silveira, a estratégia é fazer com que o turista tenha uma vivência maior no Vale do Taquari e permaneça mais tempo na região. “Já vendemos mais de 1 mil bilhetes para os passeios de trem e todos com um roteiro incluso”, destaca Paola, que cita o exemplo do combo Trem dos Vales/Ônibus Cervejeiro, que une o passeio pelos trilhos com o ônibus temático que leva os turistas a visitar diferentes cervejarias da região.

Acompanhe
nossas
redes sociais