Projeto de nova sede da PRF deve ficar pronto somente em novembro

futura unidade

Projeto de nova sede da PRF deve ficar pronto somente em novembro

ANTT indica que obra não deve começar antes de dezembro. Superintendente da PRF vem a Lajeado dar explicações sobre transferência temporária de unidade

Por

Projeto de nova sede da PRF deve ficar pronto somente em novembro
Líderes locais buscam evitar transferência de sede enquanto novo prédio é construído (Foto: Mateus Souza)
Lajeado

Enquanto líderes locais buscam a permanência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Lajeado, a construção da nova sede da delegacia regional deve iniciar somente em dezembro deste ano. É a estimativa da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), que aguarda a conclusão do projeto executivo da futura unidade, em elaboração por parte da CCR ViaSul.

A informação foi repassada ontem, em nota, à reportagem. O projeto está em fase final de execução e deve ser concluído até novembro. Após essa etapa, será analisado pela agência. “Assim que aprovado, a expectativa é de início das obras no mês seguinte, com previsão de conclusão até o primeiro semestre do ano seguinte”, afirma.

A obra ocorrerá no quilômetro 338,7 da BR-386, próximo do trevo de acesso a Forquetinha. Em virtude da duplicação da rodovia, as atividades operacionais da PRF serão remanejadas no antigo posto de Tabaí, no entroncamento com a RSC-287. A mudança temporária gera preocupação na comunidade, por conta do alto índice de acidentes no trecho nos últimos meses.

O prédio em Tabaí está em reformas e a projeção é que, em 30 dias, esteja apto a receber o efetivo da instituição. Já a parte administrativa da PRF será deslocada para o Centro de Lajeado, em um imóvel alugado próximo ao Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat).

Visita a Lajeado

A discussão sobre o futuro da unidade da PRF em Lajeado mobiliza a classe política. Depois do prefeito Marcelo Caumo encaminhar ofício em defesa da permanência da instituição no município, a câmara de vereadores também entrou no debate. Tanto que o superintendente estadual, Anderson Nunes, foi convocado para uma reunião no Legislativo na manhã de hoje, 9.

Segundo a presidente da câmara, Paula Thomas (PSDB), foi enviado ofício à superintendência ainda na segunda-feira, 7, e o retorno veio ontem à tarde. Demais parlamentares, bem como o prefeito também foram convidados para a conversa.

O superintendente também foi convocado para uma reunião com o Ministério Público Federal (MPF), que instaurou procedimento para apurar a desativação da unidade em Lajeado. O procurador da República Fabiano de Moraes enviou ofícios solicitando esclarecimentos sobre a desativação e a transferência da unidade policial.

Moraes também quer saber, ainda, se a diretoria da PRF concordou com o fechamento da unidade e se a concessionária apresentou alternativas para evitar a transferência à Tabaí, até a conclusão das novas instalações.

Inviabilidade

Na manhã de ontem, a sede da PRF foi tema de uma reunião no Legislativo, a pedido do vereador Lorival Silveira (PP), que chamou também representantes da câmara de Marques de Souza, a presidente da Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (Avat), Daiani Maria, e o presidente da Associação Lajeadense dos Policiais Rodoviários Federais (ALPRF), Leandro Wachholz.

Na ocasião, foi manifestada por Wachholz a preocupação com a inviabilidade de prestar o serviço por conta da transferência para Tabaí. “A região de Lajeado é uma das mais movimentadas. E 32% do movimento que temos nesse trecho são de veículos de carga”, frisa.

Acompanhe
nossas
redes sociais