Clínica de diálise do HBB enfrenta dificuldade financeira e teme fechar

Saúde

Clínica de diálise do HBB enfrenta dificuldade financeira e teme fechar

O serviço atende mensalmente cerca de 128 pacientes da região

Por

Atualizado segunda-feira,
07 de Agosto de 2023 às 18:37

Clínica de diálise do HBB enfrenta dificuldade financeira e teme fechar
Nara Pimentel, médica nefrologista, e José Mallmann, administrador da clínica. / Foto: Laura Corrêa
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Em entrevista ao programa O Vale Em Pauta, da Rádio A Hora, 102.9, desta segunda-feira, 7, a médica nefrologista, Nara Pimentel, e o administrador da clínica de diálise, José Mallmann, relatam dificuldades financeiras e risco de fechar.

A clínica atende pacientes com doenças renais há mais de 37 anos no Hospital Bruno Born (HBB), oferecendo tratamento de hemodiálise. Mensalmente, cerca de 128 pessoas do SUS e convênios são atendidas. Além disso, transplantam rins por meio das filas estaduais de pacientes. Recentemente, foram realizadas duas cirurgias na primeira semana de agosto, conforme relato de Nara.

Apesar do custeio das sessões pelo SUS, o serviço de hemodiálise apresenta alto custo com manutenção das máquinas. A delicada situação financeira é um problema que afeta redes à nível nacional. A falta de recursos para manutenção dos equipamentos coloca em risco o funcionamento do serviço na região. “Buscamos equilíbrio financeiro entre o valor pago e o custo das sessões. Infelizmente há uma defasagem financeira muito grande”, afirma o administrador da clínica.

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais