A PRF e a política

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

A PRF e a política

Por

O prefeito de Lajeado se manifestou de forma contundente sobre a provável transferência temporária da unidade operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a cidade de Tabaí. Marcelo Caumo (PP) foi claro e direto durante entrevista exclusiva concedida ontem ao programa Frente e Verso. Ele promete lutar pela manutenção do posto junto ao acesso ao bairro Conventos, na BR-386, até que a nova estrutura seja finalizada pela concessionária CCR Via Sul. Segundo o gestor, a Antt ainda não aprovou o projeto do novo espaço, o que gera ainda mais apreensão entre líderes locais. E a mudança – mesmo que temporária, reforço – pode representar um peso político negativo ao governo lajeadense. Afinal, o ponto é crucial para a segurança da rodovia federal, e, também, aos moradores do bairro Conventos e localidades vizinhas. Diante do quadro, será necessária muita habilidade para tratar com o Superintendente da PRF no Estado, Anderson Nunes, que assumiu o cargo em janeiro, logo no início do governo federal do PT.

Uma orla do tamanho do Taquari

A construção da Trilha Ecológica junto às margens estrelenses do Rio Taquari deve ser entregue à comunidade no dia 16 de novembro. O governo de Estrela promete um grande ato para a inauguração de mais um belíssimo espaço junto à orla do principal manancial do Vale do Taquari, um espaço que restou abandonado durante décadas. No dia escolhido para inaugurar o espaço, o governo municipal projeta um evento com a presença do Cisne Branco, que oferecerá um jantar para casais. Os serviços iniciaram em abril e as obras estão 50% concluídas. A trilha terá 480 metros de extensão, e vai interligar dois outros pontos que também ressaltam a beleza do nosso Taquari: o Parque da Lagoa e a Escadaria. E tudo isso está direta ou indiretamente ligado com as melhorias realizadas pelo Executivo de Lajeado na sua orla. Especialmente com o Parque Ney Arruda e a nova calçada junto ao leito do Taquari.

Tiro curto

– O governo de Estrela contratou o Senac para disponibilizar, junto ao Centro Empresarial de Inovação, Tecnologia e Qualificação (Ceiteq), os cursos de Técnica Básica de Serviço de Garçom, Oficina Noções Básicas de Design de Sobrancelhas, Oficina Básica de Maquiagem, Oficina Básica de Escova, e Oficina Básica de Penteados.
– Em Lajeado, o governo municipal anuncia licitação para obras de calçamento de 544 metros quadrados da Rua Bernardino Pinto, no bairro Santo Antônio. A sessão pública ocorre no dia 21 de agosto.
– Vereador de Teutônia, Vitor Ernesto Krabbe (PDT) solicita ao Executivo um estudo sobre a possibilidade de instalar placas de sinalização de proibido buzinar, proibido som alto e devagar em frente às escolas municipais e estaduais da cidade.
– Também em Teutônia, a vereadora suplente Neide Schwarz (PDT) encaminhou uma série de questionamentos ao governo municipal. Ela quer detalhes do aterro sanitário e pediu há quantos meses a balança de pesagem de resíduos está estragada e por qual razão ainda não foi programada a reforma do equipamento. Ela também afirma que estaria faltando alimentação para os cães que estão no local.
– No final de semana passado, o Trem da Imigração transportou 2.085 passageiros entre Colinas e Muçum. Um sucesso absoluto.

Armas, filmes e a vida real

Coordenador de Trânsito na Secretaria de Segurança Pública de Lajeado, Vinícius Renner, se antecipou a um possível debate sobre o uso de armas não letais pela futura Guarda Municipal Civil da cidade. “Isso é bacana em filme. Na vida real, não”. Segundo ele, os agentes precisam utilizar armas de fogo para garantir a preservação da vida deles e de terceiros.

 

Acompanhe
nossas
redes sociais