O prefeito dos parques e um busto para o Caumo

Opinião

Fernando Weiss

Fernando Weiss

Diretor de Mercado e Estratégia do Grupo A Hora

Coluna aborda política e cotidiano sob um olhar crítico e abrangente

O prefeito dos parques e um busto para o Caumo

Por

Atualizado terça-feira,
04 de Julho de 2023 às 13:57

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Se confirmar a construção do parque Linear, a ligar o bairro São Cristóvão, desde o Parque Piraí até o Parque do Engenho, no bairro Hidráulica, Marcelo Caumo passará a ser lembrado na história como o prefeito dos parques.
Eu explico.
A construção do parque Ney Santos Arruda, às margens do rio Taquari deu vida nova para aquela região da cidade. Somou-se ao projeto de remodelação da orla do rio e colocou Lajeado de frente para o Taquari. Ainda abriu a rua Italo Reali e transforma o “valão” numa área aprazível outra vez.
No momento em que o prefeito apresenta o projeto de construir uma área de lazer com pista de caminhada, ciclovia e outros atrativos, interligando bairros e atravessando a BR-386, ele está pensando fora do lugar comum. Trata-se de uma ideia capaz de mudar a fotografia da cidade e se conecta aos desejos e a evolução da comunidade.
Faz tempo que se fala na imperiosa necessidade de Lajeado apresentar projetos inovadores e um pouco mais ousados. O arrojo do parque Linear cabe no orçamento do município, ainda mais, se vingar a expectativa de ser feito numa Parceria Público-Privada (PPP). Se o parque Linear vier com uma passarela sobre a BR-386, decorada, com arquitetura singular, pode estar nascendo o trunfo turístico e representativo que Lajeado não tem. Pode ser o símbolo dessa cidade que pulsa negócios e se apresenta como vanguarda do desenvolvimento econômico regional.
Até aqui o projeto se resume ao exercício da retórica. Será necessário tirá-lo do papel e atender a expectativa local que se criou com as imagens que apresento ao lado. A ideia é espetacular. Mas como sabemos, de ideias, o inferno está cheio.
Se conseguir destravar os nós burocráticos e ambientais e de fato, construir o parque Linear desde o São Cristóvão até o Engenho, Marcelo Caumo merece um busto como o prefeito dos parques. Só falta – e seu governo ainda tem exatamente um ano e meio – anunciar uma área de lazer para o Santo Antônio, contemplando o próprio bairro e os vizinhos, que hoje carecem de uma estrutura decente para prática de esportes, lazer e entretenimento.
Alípio Hüffner é até hoje lembrado como o prefeito das pontes. Claudio Schumacher é lembrado por construir o parque dos Dick e abrir vias como a extensão da Benjamim Constant e da Alberto Pasqualini. E Caumo, será lembrado pelos vários parques e por devolver o rio aos lajeadenses. Vai com tudo, Marcelo, e deixa tua marca.
Ah, e ainda tem o Lajeado Pacto pela Paz, que já é um legado e tanto deixado pelo atual governo.

Acompanhe
nossas
redes sociais