Bom descanso, “Adri”

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Bom descanso, “Adri”

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Adriano da Silva, o popular “Adri”, visitou a redação do Grupo A Hora em meados de junho de 2017. Ele aceitou meu convite para uma primeira e amistosa conversa sobre os espinhosos capítulos no futebol profissional. Estava disposto a contar um pouco da sua conturbada história de vida. Após a primeira visita, acertamos um novo encontro para julho próximo. Confesso que não acreditei muito em seu retorno. Entretanto, e com a coragem de quem enfrentou os gigantes zagueiros alemães na década de 90, ele reapareceu. Gravamos uma entrevista que durou pouco mais de duas horas, e que se transformou em uma histórica reportagem sobre a ascensão e a queda de uma das maiores revelações do nosso centenário Clube Esportivo Lajeadense.
“De ídolo na Alemanha ao isolamento em Lajeado”. Foi essa a manchete escolhida para chamar a atenção dos leitores para uma verdadeira e triste história de vida. Adri não se privou dos detalhes. Falou com orgulho dos tempos áureos nos gramados da Alemanha, e não titubeou ao relembrar as brigas, bebedeiras e tumultos vivenciados entre as partidas. Falou, inclusive, da dolorosa prisão em solo alemão, que tratou de colocar um precoce ponto final na meteórica carreira no futebol internacional. A matéria foi publicada há seis anos. Mas vira e mexe retorna nas redes sociais. Não por menos, ele sempre insistia para que eu escrevesse um livro sobre sua história. Infelizmente, não deu tempo. Após anos lutando contra vícios e doenças, Adri foi descansar.


Porto de Estrela recebe o Inova RS

Uma comitiva da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul vai iniciar uma série de visitas aos oito ecossistemas regionais de inovação. A iniciativa foi batizada de “Marco Avaliativo Inova RS”, e tem como principal objetivo reunir os atores da quádrupla hélice de cada região para avaliar o desenvolvimento dos programas, entender os desafios e conversar com empresas locais. No Vale do Taquari, e diferente do evento de lançamento do Inova RS na região, realizado há quatro anos em Lajeado, o próximo encontro será no Porto de Estrela, mais precisamente na sede da Empresa Pública de Logística Estrela (E-Log).

O encontro deve ocorrer no dia 17 de julho, e inclui reuniões com membros do Conselho de Inovação e Tecnologia (Citec) e da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs). Nessa semana, a Gestora de Inovação e Tecnologia do Inova RS na região dos Vales do Taquari e Rio Pardo, Fernanda Ost, visitou a sede da E-Log na companhia do Diretor de Trabalho da Secretaria de Desenvolvimento, Inovação e Sustentabilidade de Estrela (Sedis), Daniel da Silva (à esquerda), e de Daniel Tonon (à direita), outro membro da regional do Inova RS. Juntos, eles definiram os últimos detalhes do movimento que deve reunir diferentes atores.


E a nova ponte sobre o Taquari?

O acidente registrado na manhã de quarta-feira, na BR-386, sobre a ponte do Rio Taquari, foi suficiente para estrangular a mobilidade entre Estrela e Lajeado (no sentido capital – interior). E mais uma vez restou evidente a necessidade de novas ligações entre duas das principais cidades do Vale do Taquari. Desta vez, porém, o incômodo durou pouco tempo. E, por óbvio, na próxima semana ninguém mais vai tocar no assunto, e os agentes públicos responsáveis poderão respirar novamente de forma tranquila. Mas a sociedade civil organizada tem o dever de manter o assunto em voga. Assim como as enchentes, as estiagens, a ausência de representantes locais na assembleia legislativa e no congresso nacional, e tantos outros gargalos que são debatidos apenas no momento da dor ou do desespero, precisamos seguir debatendo sobre as novas ligações.


Tiro Curto

– A cidade de Serafina Corrêa deve ser a próxima integrante da Associação dos Municípios do Alto Taquari, a nossa estimada Amat.
– Anta Gorda vai insistir na construção de um grande monumento em homenagem à Nossa Senhora de Lourdes. E, segundo a administração municipal, do alto da estrutura será possível visualizar o Cristo Protetor de Encantado, e ainda o Cristo Redentor de Guaporé. Resta saber se também será possível avistar o futuro rosário, em Muçum, e o monumento à Bíblia, em Estrela.
– O Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística no RS (Setcergs) deve confirmar a instalação de uma unidade no Vale do Taquari, mais precisamente no Porto de Estrela. O anúncio oficial deve ocorrer durante a próxima Estrela Multifeira.
– O governo de Lajeado deve iniciar em breve a instalação de novas luminárias junto à nova orla do Rio Taquari, nas proximidades do Parque Ney Santos Arruda. Os equipamentos serão semelhantes àqueles utilizados na nova orla do Guaíba, em Porto Alegre.
– Vereador de Lajeado, Lorival Silveira (PP) encaminhou requerimento à Secretaria de Obras e Serviços Urbanos para solicitar o conserto e colocação de camada de concreto nas calçadas da Rua Santos Filho, junto ao Parque Professor Theobaldo Dick.
– Pré-candidato e prefeito e vereador em Lajeado, Carlos Ranzi (MDB) solicita o envio de ofício ao Executivo para sugerir a criação do inventário da acessibilidade e mobilidade urbana no município.
– A administração municipal de Encantado adota medidas de economia para reduzir as despesas administrativas. De acordo com o Secretário de Gestão Financeira e ex-prefeito de Arroio do Meio, Klaus Schnack, o município perdeu cerca de R$ 2 milhões nos últimos quatro meses com a redução no retorno de ICMS.
– Aliás, são vários os municípios com problemas de caixa. E eu reforço. Alguns aguardam os recursos da venda da Corsan para salvar o ano.
– Após dois anos e meio, o prefeito de Forquetinha volta a respirar aliviado. Ontem, o TRE absolveu o gestor das denúncias de abuso de poder econômico. Em primeira instância, ele havia sido cassado pela justiça.
– O governo federal deve anunciar nesta semana uma nova política para a concessão de rodovias federais nos estados do Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Goiás. E vejam só. Uma das principais novidades é a utilização do “free flow”. É a União inovando. Agora, fica a nossa torcida para que isso inspire o nosso estimado governador Eduardo Leite (PSDB).

Acompanhe
nossas
redes sociais